Missa regional da Pastoral da Saúde

Por
19 de julho de 2019

No sábado, 13, na Paróquia Nossa Senhora da Expectação, na Fregesia  do Ó, foi celebrada missa em louvor a São Camilo de Lellis, Padroeiro dos Enfermos. A missa foi presidida pelo Padre Gilson Ferreira, Vigário da Paróquia Imaculado Coração de Maria, e pelo Padre Orisvaldo Carvalho. A celebração foi organizada pela Pastoral da Saúde da Região Brasilândia.


Padre Orisvaldo destacou, na homilia, que os agentes da Pastoral da Saúde devem levar Jesus para os enfermos, assim como o Bom Samaritano fez com o homem caído. Além disso, o Padre falou sobre a vida de São Camilo, que a doou sem reservas aos doentes.
Após a missa, houve no salão paroquial uma confraternização entre todos os participantes. 

Comente

Dom Devair: ‘Deus continua a insistir no amor e na misericórdia’

Por
26 de abril de 2019

As celebrações do Tríduo Pascal da Paróquia Bom Jesus dos Passos, na Freguesia do Ó, foram presididas por Dom Devair Araújo da Fonseca, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia, incluindo a solene Vigília Pascal, no Sábado Santo, 20, durante a qual também houve o Batismo de cinco adultos.

Dom Devair, na homilia, comentou que as sete leituras proclamadas do Antigo Testamento mostram que “Deus continua a insistir no amor e na misericórdia, chamando à conversão, buscando resgatar o homem” para o caminho da salvação, e que, quando parecia não haver mais esperança, “Deus enviou seu filho para nos resgatar”.

Além disso, enfatizou a esperança de Deus com o povo e as muitas vezes em que deu a humanidade novas chances de vivenciar o seu amor.

O Bispo retomou os acontecimentos do Tríduo Pascal. Na Quinta-feira Santa, Deus prepara um banquete em que “dá a si mesmo, o seu corpo e seu sangue” e se “sente sozinho da companhia humana, mas não sozinho da companhia de Deus”, e aceita plenamente a vontade do Pai.

A partir dessa profunda experiência de Deus, Cristo se entrega na cruz de uma forma serena e tranquila, algo não compreendido por seus discípulos, que vivem uma experiência de grande silêncio. Segue-se, porém, a Ressurreição, “um grito diante da morte, diante da dor, um grito da vida que vence a morte.

A Ressurreição é a força do fogo que ilumina a noite, que faz sair das trevas”, afirmou o Bispo, apontando que a luz “continua a brilhar hoje para nós e essa é a nossa esperança, essa é a nossa fé que fomos chamados a testemunhar”, disse ao relembrar que o início da Solenidade do Sábado Santo é feito ainda na escuridão, para assim, apresentar a luz da Ressurreição.

Se estávamos tristes, hoje é dia de retomar a alegria, a alegria da certeza que a palavra do Antigo Testamento se realiza também na história e na vida de cada um de nós”, afirmou.

Novamente ao falar sobre esperança, Dom Devair fez memória do anúncio da Ressurreição de Cristo, quando Pedro chega ao túmulo vazio e vê apenas os lençóis que cobriam o corpo dobrados: “O apóstolo volta para casa animado por essa esperança e fortalecido na sua fé, porque Cristo não está morto, Ressuscitou e é nesta fé que também nós estamos aqui, na fé da liberação plena e verdadeira em Cristo”.

(Colaborou: Flavio Rogério Lopes)

 

Comente

Reunião ampliada do CRP encaminha assuntos sobre o sínodo

Por
26 de setembro de 2018

Na manhã do sábado, 22, na Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus, no Setor Pastoral Freguesia do Ó, houve uma reunião com os representantes paroquiais do sínodo arquidiocesano.
Participaram aproximadamente 70 pessoas, que foram saudadas por Dom Devair Araújo da Fonseca, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Brasilândia.
“Estamos avançando e a coleta de dados está sendo realizada. Já possuímos alguns retratos parciais, que até o dia 15 chegarão às paróquias para auxiliar nas assembleias paroquiais”, disse Dom Devair. Ele também explicou detalhadamente sobre o regulamento das assembleias paroquiais do sínodo.
Padre Rogério Valadares, Coordenador Regional para o sínodo arquidiocesano, explicou sobre como precisam ser feitos os resumos do que foi coletado, alertando que não deve ser um conteúdo com julgamentos ou respostas, pois isso poderia comprometer os dados dos encontros posteriores sobre o sínodo.
Ao final, Padre Hamilton Wagner da Rosa, Coordenador Regional de Pastoral, apresentou uma agenda de fatos regionais, e Dom Devair informou que será enviado às paróquias, ainda este mês, um material da CNBB com diretrizes sobre as eleições. O Bispo enfatizou que a Igreja não defende nenhuma candidatura ou partido. O encontro foi encerrado com uma oração mariana.

Comente

Setor Pereira Barreto conclui atividades do Ano Mariano Nacional

Por
12 de outubro de 2017

Em missa presidida por Dom Devair Araújo da Fonseca, Bispo Auxiliar da Arquidiocese da Região Brasilândia, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro de Vila Zatt, o Setor Pereira Barreto concluiu as atividades setoriais do Ano Mariano Nacional, no sábado, 7.

A celebração foi marcada por momentos que fizeram memória ao achado da imagem de Nossa Senhora Aparecida, há 300 anos, no rio Paraíba do Sul, 1717.

Dom Devair, na homilia, afirmou que a devoção a Nossa Senhora Aparecida ajuda aos fiéis viverem a fé cristã, que tem como eixo central Jesus Cristo.

O Bispo destacou a reação de Maria desde o anúncio do anjo de que seria a Mãe do Salvador, uma postura de quem vivencia, de coração e no sentido de “espera” e esperança, o chamado de Deus.

Ao longo deste Ano Mariano Nacional, uma imagem de Nossa Senhora Aparecida peregrinou pelas paróquias da Região Brasilândia. Ao final da missa do sábado, houve a coroação da Padroeira do Brasil.

Comente

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.