Abençoado primeiro panteão para crianças não nascidas

Por
07 de novembro de 2019

Um panteão para crianças não nascidas (foto) foi abençoado na sexta-feira, dia 1º. Inédito na Espanha, o monumento tem como objetivo reconhecer a dignidade humana desde o momento da fecundação. O panteão fica no cemitério paroquial da Paróquia Assunção de Torrent, na Diocese de Valência, de acordo com a Associação Torrent, Sim à Vida, promotora da iniciativa. 
Uma imagem da Virgem dos Desamparados, patrona de Valência, uma figura de um anjo e espaço para restos mortais compõem o panteão. Ampara Baviera, presidente da Associação, explicou que o panteão conta com dois espaços para “acolher embriões e fetos, crianças que em definitivo não terminaram seu processo de gestação por diferentes motivos: aborto espontâneo ou provocado”. 
Ampara salientou que agora “os pais e familiares desses bebês que não chegaram a nascer terão um lugar para lhes  dar sepultura e receberão ajuda, também, em sua luta, que não é fácil”. 
“Na atualidade, muitas dessas crianças abortadas são consideradas resíduos médicos, acabando no lixo ou na indústria cosmética. Com essa iniciativa, pretendemos ajudar para a vitória da cultura da vida sobre a cultura da morte”, destacou. 


Fontes: Aci Prensa/ Associación Torrent Sí a la Vida

Comente

ONG católica atua para evitar abandono escolar de meninas

Por
15 de agosto de 2019

A ONG Manos Unidas – Valencia, em colaboração com várias paróquias da Arquidiocese de Valência, na Espanha, está desenvolvendo um projeto no sul do Quênia que procura conter o problema da evasão escolar feminina na região. 


A ideia é facilitar o acesso à água e ao saneamento básico perto de três escolas rurais, a fim de evitar o abandono escolar de meninas, pois, explica a ONG, “a mulher é a responsável pelas tarefas domésticas, pelos cuidados dos filhos e pela busca da água”. Assim, conforme detectou a Cáritas da Diocese de Ngong, no Quênia, a carência de água e de latrinas é uma das principais causas do abandono escolar feminino. 


O projeto prevê a implantação de um sistema de recolhimento e armazenamento da água da chuva e a instalação de banheiros separados por sexo nas escolas, uma vez que, por não serem separados, as meninas na fase da puberdade se sentem forçadas a abandonar a escola.


Estão previstos, também, a criação de hortas para aproveitar a canalização da água, assim como o ensino de técnicas de agricultura familiar, a fim de que a população possa cultivar vegetais para consumo próprio.
 

Comente

Presente? Não, obrigado!

Por
24 de fevereiro de 2018

Um garoto de 9 anos decidiu doar os presentes que receberia por ocasião de sua primeira comunhão. Rubén García vive em um povoado de Valência e, por sua primeira comunhão, decidiu que Jesus já era o maior presente que poderia receber. A todos os seus convidados, o garoto enviou uma mensagem eletrônica dizendo estar muito feliz por compartilhar com eles seu “grande encontro com Jesus” e que não queria presentes para ele:

“Graças a Deus, tenho todo o necessário. Então, pensei que, se quiser me dar algum presente por este dia, pode dar muito mais frutos fazendo uma doação anônima para um projeto de ‘Manos Unidas’ (Mãos Unidas), com o qual estou colaborando”, disse.

O projeto consistia na compra e instalação de placas solares para a manutenção térmica de uma casa de acolhida para meninas indianas, na cidade de Guawhati, na Índia. Nessa casa, religiosas salesianas acolhem meninas que viviam nas ruas e foram vítimas de abusos e exploração. Graças à iniciativa de Rúben, 7 mil euros foram arrecadados, o que permitirá a instalação das placas.

Fonte: ACI

Comente

Ilegalmente, Catalunha vota pela independência

Por
05 de outubro de 2017

A Catalunha é uma região autônoma da Espanha. Mas, a autonomia de que desfrutam não parece ser suficiente para os manifestantes e as autoridades que organizaram um referendo pela separação e independência total da região do restante da Espanha. As cortes espanholas consideraram o referendo ilegal. Por isso, boa parte do material utilizado foi apreendido e diversas autoridades catalãs foram presas. 

As autoridades espanholas enviaram mais de 4 mil policiais de fora da região para impedir o referendo. Milhares de pessoas tomaram as ruas para protestar e centenas ficaram feridas devido à repressão policial. 

A Conferência Episcopal Espanhola emitiu uma declaração, exortando os líderes ao diálogo: “Nestes momentos graves, a verdadeira solução do conflito passa pelo recurso ao diálogo a partir da verdade e pela busca do bem comum de todos, como assinala a Doutrina Social da Igreja”, diz a declaração. Segundo os bispos, “é necessário que, tanto as autoridades das administrações públicas como os partidos políticos e outras organizações, assim como os cidadãos, evitem decisões e ações irreversíveis e com consequências graves, que nos afastem da prática democrática amparada pelas leis legítimas que garantem a nossa convivência pacífica e deem origem a fraturas familiares, sociais e eclesiais”.

Fontes: ACI/ BBC
 

Comente

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.