Cardeal Scherer recebe título de doutor honoris causa no Líbano

Por
11 de fevereiro de 2019

O Arcebispo Metropolitano de São Paulo, Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, recebeu nesta sexta-feira, 8, o título de doutor honoris causa da Universidade Católica Saint-Esprit de Kaslik (Usek), no Líbano. A cerimônia de concessão do título acadêmico aconteceu no Auditório da Faculdade de Música da Usek, no campus de Jounieh.

O título foi entregue pelo reitor a instituição, o Padre e doutor Georges Hobeika. Também participaram do evento o Patriarca da Igreja Católica Maronita, Cardeal Béchara Pierre Raï, o Núncio Apóstólico no Líbano, Dom Joseph Spiteri, e o Eparca Maronita no Brasil, Dom Edgar Madi. 

FRATERNIDADE ENTRE BRASIL E LÍBANO

“Alguém poderia perguntar, e eu também me pergunto: que méritos possui o Cardeal de São Paulo, no Brasil, para receber um prestigioso título acadêmico em uma Universidade do Líbano? A resposta não poderia ser outra, a não ser a imensa simpatia e generosidade das autoridades acadêmicas que assim decidiram”, afirmou Dom Odilo, em seu pronunciamento de agradecimento.

O Cardeal recordou que, na cidade de São Paulo existe uma grande comunidade de imigrantes libaneses e seus descendentes, sendo considerada a maior fora do Líbano. “A concessão, pela vossa Universidade, do título ao Arcebispo de São Paulo expressa mais ainda a relação fraterna entre São Paulo e Beirute, entre a Igreja do Líbano e a Igreja de São Paulo. Esta concessão também nos proporciona a ocasião para compartilharmos ainda mais as nossas riquezas humanas e religiosas, para o recíproco enriquecimento e ajuda”, destacou o Arcebispo. 

A UNIVERDIDADE 

A Usek é uma universidade católica fundada pela Ordem Maronita Libanesa e atende cerca de 8 mil alunos em quatro diferentes campi. O título de doutor honoris causa é concedido por universidades a pessoas que se destacam em suas áreas de atuação e que são respeitadas por seu trabalho, independentemente de seus diplomas acadêmicos. Em latim, o termo “honoris causa” significa “por causa da honra”.

VIAGEM AO LÍBANO 

Dom Odilo está no Líbano desde a terça-feira, 5, para uma viagem que segue até o sábado, 9. A programação da visita inclui encontros com lideranças religiosas do País e celebrações, como a participação na festa de São Marun, patrono dos maronitas. 

Nesta quinta-feira, 7, o Cardeal visitou a sede da Caritas Nacional do Líbano, que possui um centro de acolhida que abriga temporariamente pessoas em situação de refúgio e perseguição.

O Arcebispo de São Paulo encontrou acolhidos que fugiram de seus países por causa da guerra, além de mulheres que fugiram com seus filhos da violência doméstica. Há, ainda, mulheres vítimas de tráfico para exploração sexual.

“Percebemos que esse drama das migrações forçadas, do tráfico humano, sobretudo para a exploração sexual, é um drama mundial. Existem redes muito fortes que atuam nesse setor... O Papa está sempre denunciando esses fatos, inclusive a exploração do transporte das pessoas que fogem das situações de violência e que são exploradas economicamente para a travessia do Mar Mediterrâneo para chegar a algum país da Europa e, muitas vezes, são abandonadas no mar ou na fronteira sem que nenhum país queira recebê-las...”, relatou Dom Odilo à rádio 9 de Julho.

(Com informações de Canção Nova e AMBA)
 

LEIA A REPORTAGME COMPLETA NA PRÓXIMA EDIÇÃO DE O SÃO PAULO, EM 13/02/19.

Comente

Padre Luiz Alves de Lima recebe título de Doutor Honoris Causa

Por
13 de setembro de 2018

Na noite de 30 de agosto, no Teatro Grande Otelo, no complexo do Liceu Coração de Jesus, em São Paulo, aconteceu a cerimônia de outorga de título de Doutor Honoris Causa, organizado pela Universidade Pontifícia Salesiana de Roma (UPS), com a colaboração do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal).

O homenageado foi o professor da Unisal e especialista em Catequese, Padre Luiz Alves de Lima, salesiano de Dom Bosco, que recebeu o título pelas mãos do Reitor da UPS Padre Mauro Mantovani, que presidiu a cerimônia.

Além do Padre Mauro, participaram da mesa de honra o Reitor do Unisal, Padre Eduardo Capucho; o Decano da Faculdade de Ciências da Educação da UPS, Padre Mario Oscar Llanos; o Diretor da Cátedra de Catequética da UPS, Padre Antonino Romano; o Secretário Geral da UPS, Padre Jaroslav Rochowiak; o Vigário Inspetorial da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora, Padre Roque Luiz Sibioni; e o homenageado.

Foi registrada a presença também do Arcebispo Emérito de Passo Fundo (RS), Dom Antonio Carlos Altieri; do representante da Sociedade Brasileira de Catequistas, Padre Humberto Robson de Carvalho; do Vigário Episcopal da Região Lapa, Padre Jorge Piorezan, que levou a saudação de Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano; da reitora emérita da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Prof. Dra. Anna Cintra, além de parentes e amigos do Padre Luiz Alves.

Na sequência, Padre Antonino Romano proferiu uma homenagem em nome do Instituto de Catequética da UPS. Em italiano, ele ressaltou a contribuição acadêmica, humanística e pedagógica do Padre Lima no contexto bíblico-catequético, sobretudo sua contribuição para a América Latina, onde foi membro e presidente da Sociedade de Catequistas Latino-Americanos (SCALA), fundador da Sociedade Brasileira de Catequistas (SBCAT), assessor da Conferência do Episcopado Latino Americano e do Caribe (Celam), membro do Grupo de Reflexão Bíblico-catequético da CNBB e redator da Revista de Catequese, publicação salesiana.

Após o recebimento oficial do título de Doutor Honoris Causa, Padre Lima ministrou uma aula magistral. “Ao Deus vivo e Salvador, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, minha eterna ação de graças pela vocação à vida e à fé cristã, à Igreja povo de Deus, ao Batismo pelo qual podemos participar da Santa Eucaristia e ser membros do seu corpo místico, a Igreja. Como o salmista, eu repito: ‘Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao Vosso nome daí a glória’”, disse.

Antes de seguir com o conteúdo bíblico-catequético propriamente dito, ele falou sobre a família. “No meu lar, no coração dos meus pais, de meus irmãos foi onde eu primeiramente bebi das fontes do Evangelho e da Igreja de Cristo Jesus. Durante o meu magistério teológico-catequético, pude falar com entusiasmo do valor da família e da comunidade cristã, sobretudo da educação da fé, na catequese, porque eu mesmo, desde 10 anos, pude fazer essa experiência familiar e comunitária maravilhosa”, afirmou.

 

Comente

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.