Por um caminho de conversão, comunhão e renovação missionária

Por
19 de março de 2019

Bispos auxiliares, cônegos, padres, administradores paroquiais, vigários e diáconos atuantes em todas as regiões episcopais reuniram-se com Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, no dia 7, no Colégio Agostiniano Mendel, no Tatuapé. Na ocasião, ocorreu a abertura do ano pastoral da Arquidiocese, com a divulgação das diretrizes eclesiais e principais atividades previstas para este ano.

Com a presença de cerca de 300 clérigos, o Cardeal frisou que o caminho litúrgico do ano é mistagógico e, portanto, um momento forte de evangelização. Entre os assuntos tratados no encontro, destaca-se a Carta Pastoral sobre o 1º sínodo arquidiocesano, escrita por Dom Odilo, com o objetivo de rever o caminho já realizado durante o sínodo e apontar os novos passos que devem ser dados em 2019, agora com enfoque nas regiões episcopais e vicariatos ambientais.

 

O SÍNODO NAS PARÓQUIAS, REGIÕES E VICARIATOS

O Cardeal explicou que cada paróquia deve promover uma assembleia paroquial ampliada ainda no primeiro semestre de 2019, para expor os resultados do levantamento paroquial feito em 2018 e da pesquisa de campo sobre a situação religiosa e pastoral da paróquia e de toda a Arquidiocese de São Paulo. Ao longo do ano, serão quatro as assembleias que devem ser realizadas.

Cada paróquia deve empenhar-se, também, em conhecer a própria história, incluindo o padroeiro ou o título que lhe foi atribuído, justamente para perceber melhor sua identidade, carisma e missão.

Por fim, a pedido do Papa Francisco, que estimula a vivência de uma “Igreja em saída”, deve ser preparado em cada paróquia o “mês missionário extraordinário”, que acontecerá em outubro e cuja proposta é ter, como fruto, um serviço de missão permanente em cada uma delas.

Os trabalhos das assembleias sinodais em cada uma das regiões episcopais serão abertos solenemente em 30 de março.

 

AMAZÔNIA

Outro assunto de destaque no encontro com o Cardeal foi o Sínodo dos Bispos para a Amazônia, a ser realizado em outubro, no Vaticano. Com enfoque em três pilares – o ambiente, o homem e a Igreja no contexto amazônico –, terá como objetivo encontrar novos caminhos para a evangelização do povo de Deus na região, dada sua pluralidade de culturas e etnias (390 no total), distribuídas pelo território dos nove países que a compõe.

 

PROTEÇÃO DE MENORES

Na esteira do encontro ocorrido em fevereiro, no Vaticano, que tratou da proteção de menores na Igreja, Dom Odilo assinalou que o Papa e a Igreja estão empenhados no combate aos abusos sexuais no âmbito eclesial, bem como a qualquer outro comportamento não condizente com a moral, com a vida religiosa e sacerdotal. Nesse sentido, o Cardeal explicou que o assunto será alvo de uma nova legislação, por meio de motu proprio, e que sua discussão e aplicabilidade não se limitarão às altas esferas, mas deverão atingir a base de toda a Igreja. Exortou a todos os clérigos que, a exemplo de Cristo, busquem levar uma vida íntegra e santa, de modo que a vida concreta não destrua o discurso homilético realizado todo domingo em cada comunidade.

Por fim, Dom Odilo pediu a todos o empenho necessário para que as ações propostas para este ano pastoral, sobretudo aquelas de cunho sinodal, possam se concretizar de maneira satisfatória, a fim de conduzir o povo de Deus a um caminho de conversão, comunhão e renovação missionária.

 

LEIA TAMBÉM: ‘É o próprio Jesus que entra na casa do doente e vai para junto do leito’

Comente

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.