INTERNACIONAL

ACN - Ajuda à Igreja que sofre

Vimos, ouvimos e anunciamos

Por Frei Rogério Lima, O. Carm.
05 de julho de 2019

Nunca duvidemos de que somos, de fato, portadores da alegria, da felicidade

© ACN

“Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem. Em verdade, vos digo: muitos profetas e justos desejavam ver o que vedes, e não viram; desejavam ouvir o que ouvis, e não ouviram” (Mt 13,16-17).

 
Sustentados nessa expressão de bem-aventurança, apresentamos toda gratidão ao nosso Deus por estarmos iniciando este novo semestre de nossa caminhada como família ACN, uma família da qual eu quero que você sempre faça parte! Realmente, somos felizes porque o Senhor nos possibilita participar desta sua obra de amor e chegar a tantos de nossos irmãos e irmãs necessitados, marcados por inúmeras formas de sofrimento. Por isso, eu convido você a completar, no desafiante mundo de hoje, o anúncio dessa bem-aventurança, ou seja, abraçar esse caminho de felicidade duradoura. A colaboração, a doação de coração sincero, permite-nos sentir que existe muito mais alegria em dar do que em receber.


Somente vivendo uma vida conformada a Cristo, conseguiremos, verdadeiramente, experimentar e anunciar às demais pessoas aquilo que “vimos” e “ouvimos”, ou seja, testemunhar uma vida profundamente alcançada por Cristo. Nunca duvidemos de que somos, de fato, portadores da alegria, da felicidade, da bem-aventurança que vem de Deus. Ele nos quer totalmente comprometidos no seu amor, a fim de que espalhemos sua alegria. A ACN difunde esse amor de Cristo por meio de seu compromisso permanente de ajudar especialmente os cristãos perseguidos e necessitados nas diversas partes do mundo. Assim, confirma-se sempre mais: viver a alegria em Cristo é continuar no mundo o que Ele viveu totalmente para Deus, pleno de amor pela humanidade: Ele veio para que todos tenham vida e vida em abundância (Jo 10,10). 


Renovemos sempre mais nossas forças por meio da oração que gera caridade, a fim de lembrarmos que Deus conta conosco – também por meio da ACN – para levarmos a muito mais pessoas as bem-aventuranças divinas. São muitos os que necessitam de tudo aquilo que as bem-aventuranças transmitem. Não podemos jamais privar os outros, porque se tivemos o privilégio de ver e ouvir, a nossa atitude deve ser de proclamar, com gestos de amor, a felicidade de viver para Deus, fazendo incansavelmente o bem. Não importa se para isso precisamos caminhar na contramão da história.

Dedico a você e a toda sua família esta bênção: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Tags: 
Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.