INTERNACIONAL

Pelo Mundo

Um convento em vagões de trem

Por Filipe David
22 de agosto de 2017

Segundo o Superior do Convento, Frei Carlo, os vagões foram doados pela ferrovia estatal e o terreno em que eles foram instalados por um camponês da região

Reprodução da Internet

O Convento dos Frades Menores Renovados abriga uma pequena comunidade de oito religiosos franciscanos e tem algo de peculiar: ele foi improvisado em vagões de trens abandonados.

Cinco vagões de trem da década de 1940 foram adaptados e constituem o claustro, a capela e os espaços comuns do Convento. No jardim, um contêiner foi preparado para receber as visitas e há também uma oficina.

Segundo o Superior do Convento, Frei Carlo, os vagões foram doados pela ferrovia estatal e o terreno em que eles foram instalados por um camponês da região. Um outro frei explicou: “Nós não escolhemos viver nos vagões, nem foi algo programado. Quando chegamos aqui, esperávamos alguns contêineres e, enquanto aguardávamos, arrumamos esses vagões abandonados que datam da década de 1940. Era uma situação provisória, mas se tornou nosso estilo de vida”.

Frei Carlo detalhou como vive a comunidade: “Não usamos dinheiro, tentamos sobreviver graças à generosidade dos napolitanos que nos trazem comida e nós damos o que sobra aos necessitados”. Como parte de seu apostolado, os frades colaboram com uma paróquia

local (onde costumam celebrar missa), além de visitar hospitais, prisões e casas.

Fonte: ACI

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.