SÃO PAULO

CAMERATA SÉ

Tem início a primeira orquestra de câmara do Brasil especializada em acompanhamento de música coral

Por Nayá Fernandes
03 de julho de 2019

Na ocasião, foram executadas a “Missa em Dó Maior”, Op. 86, e a “Sinfonia em Dó Maior” Op. 210, do compositor alemão Ludwig van Beethoven, com direção artística do Maestro Martinho Lutero Galati, idealizador do projeto

                                                                                                                                                    

Um concerto musical realizado no Coro da Catedral da Sé, em 27 de junho, marcou o lançamento do projeto Camerata Sé, a primeira orquestra de câmara do Brasil especializada em acompanhamento de música coral. Na ocasião, foram executadas a “Missa em Dó Maior”, Op. 86, e a “Sinfonia em Dó Maior” Op. 210, do compositor alemão Ludwig van Beethoven, com direção artística do Maestro Martinho Lutero Galati, idealizador do projeto.


O lançamento marcou os dez anos de fundação do Instituto Vladimir Herzog e aconteceu no âmbito das comemorações de 50 anos de atividades ininterruptas da Rede Cultural Coro Luther King, que recebeu, em 2012, o Prêmio APCA de melhor coro da cidade de São Paulo.


Patrocinado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e com o apoio da Catedral da Sé, o projeto tem por finalidade promover a cultura e a fé no coração da cidade de São Paulo.


Estiveram presentes o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo; o Padre Luiz Eduardo Baronto, Cura da Catedral da Sé; e o Padre Helmo Cesar Faccioli, Auxiliar do Cura da Catedral, além de autoridades civis.  

FÉ E CULTURA 
A Camerata Sé e o Coro Luther King realizaram apresentações gratuitas e abertas ao público no Centro Cultural São Paulo, na sexta-feira, 28 de junho, e na Catedral da Sé, no domingo, 30 de junho, ambas com a participação da soprano Indhyra Gonfio, da mezzosoprano Cecília Massa, do tenor Jean William e do barítono Jonas Mendes.


Até 2020, acontecerá uma média de duas apresentações por mês, sendo uma na própria Catedral da Sé e outra em locais próximos e onde exista a possibilidade de agregação de pessoas e de difusão da música. Serão concertos com músicas de diferentes autores e estilos e, principalmente, do grande repertório sacro e do repertório de música coral sinfônica, bem como de músicas somente instrumentais.  


Em entrevista ao O SÃO PAULO, publicada em 26 de junho, o Maestro falou sobre o projeto e a relevância do canto coral para a sociedade brasileira: “A música coral, sacra e cristã é importantíssima para a história da nossa música ocidental, porque não é somente a música litúrgica que tem grande importância na História. A música sacra em si, aquela que não é litúrgica, que não é especificamente para ser tocada na missa, também é de uma riqueza muito grande. Não existe atividade coral em qualquer lugar do mundo que não passe pela música sacra ocidental”.


É possível acompanhar a programação da Camerata Sé em facebook.com/cameratase ou instagram/cameratase

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.