SÃO PAULO

ESPORTE

Solidariedade de Natal também no esporte

Por Flavio Rogério Lopes
13 de dezembro de 2019

Natal Verde é realizado pelo Palmeiras; outros clubes e mobilizadores sociais esportivos também fazem arrecadações para crianças e jovens

Durante o ano, diversas iniciativas unem esporte e solidariedade. No período que antecede o Natal, essas ações se intensificam, como os três exemplos a seguir, relacionados ao futebol e ao futsal. 

ARRECADAÇÃO DE CHUTEIRAS
O projeto “Filhos do Rei”, em Paraisópolis, na zona Sul de São Paulo, promove aulas de futsal para cerca de 90 crianças e adolescentes carentes. A iniciativa surgiu em 2017 e se mantém por doações. Os treinos são realizados aos sábados pela manhã.
“Só acompanhando uma criança de perto é possível verificar como o esporte é bom e faz a diferença, pois elas aprendem a ganhar e a perder, a respeitar o outro e a não desistir, pois o espírito esportivo tem muito que acrescentar na vida de cada um”, disse Cristiano Azevedo, um dos idealizadores do projeto, em entrevista ao programa Camisa 9 da rádio 9 de Julho.
Ele reforçou que a evolução pessoal de cada um e a melhora do desenvolvimento escolar são as principais conquistas do projeto. “Se nós não acreditarmos nas crianças e nos jovens, não acreditaremos no futuro”, enfatizou.
Neste mês, por ocasião do Natal, o projeto está arrecadando chuteiras novas ou usadas. 
Quem desejar participar da campanha de arrecadação de chuteiras ou colaborar com o projeto pode entrar em contato com o Cristiano Azevedo, pelo telefone (11) 95639-1529.

NATAL VERDE 
O Natal chegou mais cedo à Sociedade Esportiva Palmeiras, com uma ação realizada em 23 de novembro, na sede social, em parceria com os patrocinadores do clube. Além dos pequenos associados, cerca de 450 crianças carentes das instituições assistidas pela Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo foram acolhidas no evento.
As crianças puderam se divertir com diversas opções de esporte, lazer e atrações culturais, como as esculturas de balão, quadra de mini golfe, futmesa, pinturas faciais e brinquedos infláveis. Também foram oferecidos sorvetes, pipoca e algodão-doce à vontade. Os pequenos que participaram da ação também ganharam brinquedos. 
“A Sociedade Esportiva Palmeiras tem contribuído com a realização dos sonhos de muitas crianças da Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo. Crianças que não viveriam esse momento se não fosse pela solidariedade exercida por esse clube”, disse, ao O SÃO PAULO, Sueli Camargo, coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor.

DRIBLANDO O CÂNCER 
No domingo, 15, às 14h, jogadores e ex-jogadores de futebol estarão no Parque São Jorge, sede social do Sport Club Corinthians Paulista, com a camisa do projeto “Driblando o Câncer”, para participar de um jogo de futebol. A proposta é divulgar a necessidade do diagnóstico precoce para a cura da doença e conscientizar a população para que faça os exames preventivos.
Jogadores como Cafu, capitão da Seleção Brasileira pentacampeã mundial em 2002, Müller, Veloso, Biro Biro, Júnior, Aloísio, Luizão, Amaral, Edilson, Zé Carlos, Dinei, César Sampaio, Gilmar, Ademir da Guia, Ronaldão, entre outros, estarão com a camisa da luta contra o câncer no Brasil.
As mulheres também participarão da campanha, em um jogo feminino que ocorrerá horas antes. No time feminino estarão a ex-jogadora Milena Rodrigues, atual embaixadora do futebol feminino do Corinthians, e sete jogadoras do time oficial da Escola do Bolinha Futebol Clube, de Manaus (AM), incluindo garotas indígenas.
Os ingressos custam R$ 10 (arquibancada) e R$ 20 (cadeira coberta) e podem ser adquiridos por meio da internet, pelos sites tickteagora.com.br ou sympla.com.br. Toda a renda será revertida para 20 Organizações Não Governamentais (ONGs) de combate ao câncer.

(Com informações de Palmeiras, Corinthians e Agência Brasil)
 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.