NACIONAL

DICA DE LEITURA

‘Sermões para o Advento e o Natal’

Por José Ferreira Filho
08 de novembro de 2019

Dividida em dez capítulos, a obra apresenta uma compilação nova e compacta de seus sermões

Canonizado no dia 13 de outubro – juntamente com Santa Dulce dos Pobres – pelo Papa Francisco, no Vaticano, São John Henry Newman foi um dos pregadores mais amados e conhecidos de seu tempo. Nascido em 1801, em Londres, na Inglaterra, Newman era originalmente um padre anglicano, cuja ordenação se deu quando ele tinha apenas 23 anos. Dada sua intensa e incansável busca pessoal pela verdade, converteu-se ao catolicismo aos 44 anos de idade e tornou-se padre e cardeal católico. 
Longe de ser considerado uma voz do passado, mas alguém cujas ideias e propostas se dirigem às necessidades de fé dos dias atuais, São John Henry Newman deixou um vasto legado por meio de suas obras, dos mais diversos gêneros, que compreendem sermões, ensaios, poemas, hinos e até mesmo a autobiografia. Entre seus escritos, encontra-se “Sermões para o Advento e o Natal”, uma seleção de suas pregações realizadas entre 1825 e 1843, quando era vigário da Igreja de Santa Maria da Universidade de Oxford.
Há de se considerar que os sermões deste período são caracterizados por sua simplicidade, elegância e, ao mesmo tempo, profundidade, o que leva a crer que esses sejam alguns dos motivos pelos quais centenas de pessoas afluíam àquela igreja nos cultos dominicais, conferindo ao autor o reconhecimento que obteve ainda em vida e se estendeu para além de sua morte. 
Embora alguns de seus discursos sejam qualificados entre os melhores e mais famosos da língua inglesa, notadamente por seu conteúdo e estilo, São John Henry Newman realmente acreditava que a visão de um clérigo devoto que rezava ou cumprisse seus deveres dentro e fora de sua igreja possuía mais efeito do que qualquer sermão.
Dividida em dez capítulos, a obra apresenta uma compilação nova e compacta de seus sermões, na qual o leitor é convidado a percorrer um itinerário que começa pelo Advento, tem seu ápice na celebração do Nascimento do Senhor e é coroado pelo significado da Epifania, ou seja, uma profunda meditação sobre a vinda de Cristo e a vida cristã. O conhecimento magistral do autor acerca da vida dos santos, da Virgem Maria, da doutrina católica e, acima de tudo, da Sagrada Escritura, muito ajudará a todos os que desejam mergulhar nessa época litúrgica de espera, admiração e alegria.
 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.