SÃO PAULO

Conferência de Puebla

Semana Teológica da PUC-SP recorda 40 anos de Puebla

Por Fernando Geronazzo
16 de mai de 2019

Irmã Elizângela Chaves Dias fala, na PUC-SP, sobre a fundamentação bíblica da opção preferencial pelos pobres feita na Conferência de Puebla

Luciney Martins/O SÃO PAULO

A Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, da PUC-SP, realiza até o dia 17, nos campi Ipiranga e Santana, a Semana Teológica 2019, com o tema “Puebla, 40 anos, a opção preferencial pelos jovens e pelos pobres”, recordando as quatro décadas da 3ª Conferência Geral do Episcopado da América Latina, em Puebla, no México, em 1979.

O Diretor da Faculdade, Padre Boris Agustín Nef Ulloa, explicou ao O SÃO PAULO que o objetivo da abordagem do tema de Puebla é tornar conhecida as reflexões realizadas pela Conferência e atualizar essas opções pastorais na Igreja da América Latina hoje.

 

DESAFIOS ATUAIS

Na abertura do evento, Dom Carlos Lema Garcia, Bispo Auxiliar de São Paulo e Vigário Episcopal para a Educação e a Universidade, destacou a relevância da Conferência de Puebla para a América Latina, especialmente por reafirmar a opção preferencial da Igreja pelos pobres e pelos jovens.

O Bispo afirmou, ainda, que muitos desafios permanecem e até se acentuaram, como o fenômeno da secularização. “A nossa Igreja latino-americana precisa ter como meta a transformação evangélica da cultura, quer dizer, que os valores e critérios cristãos penetrem na consciência das pessoas”.

 

OPÇÃO BÍBLICA

A primeira conferência foi proferida pela Irmã Elizângela Chaves Dias, doutora em Teologia Bíblica na Pontifícia Universidade Urbaniana de Roma, que falou sobre a fundamentação bíblica da opção preferencial pelos pobres.

A teóloga ressaltou que a opção reafirmada pelos bispos é “bíblica, teocêntrica, cristocêntrica e profética”, que tem suas raízes na dignidade do ser humano, criado à imagem e semelhança de Deus.

“A opção preferencial pelos pobres não é apenas uma necessidade de satisfação social, partidária, filantrópica, ideológica ou assistencialista, mas expressão da fé e do compromisso com Deus que está presente em cada semelhante.”

 

LEIA TAMBÉM: ‘Evangelização no presente e no futuro da América Latina’

 

Tags: 
Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.