SÃO PAULO

Cultura

São Paulo abriga cerca de 130 museus

Por Nayá Fernandes
15 de janeiro de 2019

Desde o Masp até o Museu da Pessoa, totalmente virtual, espaços são de descoberta e diversão para todas as idades

Divulação/Catavento Cultural

São Paulo é uma cidade com muitas possibilidades. No que se refere aos museus e casas de cultura, a cidade mantém uma multiplicidade de lugares indicados para toda a família e com programações variadas. Só na Avenida Paulista, um dos lugares mais visitados da cidade, há museus e espaços culturais imperdíveis e abertos ao público.

Além do Masp e da Casa das Rosas, espaços como o Centro Cultural Fiesp, o Instituto Moreira Salles, o Itaú Cultural e a Japan House São Paulo compõem o circuito, que conta ainda com o Cine Caixa Belas Artes, o Espaço Cultural Conjunto Nacional, o Espaço Itaú de Cinema, o Instituto Cervantes e o Mirante 9 de Julho.

 

O QUE É UM MUSEU?

Engana-se quem pensa que os museus são espaços em que só existem coisas antigas. De acordo com o conceito descrito no site da Fundação Rui Barbosa para Crianças do Rio de Janeiro, o museu é uma casa de criação onde se preserva a memória de uma cidade, de um país ou de uma pessoa. “Museu é o lugar de histórias interessantes que nos faz viajar no tempo. Mas, apesar de contar histórias que já aconteceram, o museu é o lugar para pensarmos o presente e refletirmos sobre o nosso tempo”, continua o texto.

O site recorda, ainda, que o termo museu vem do grego museion, que era considerado o templo das musas. “As musas eram filhas de Mnemósine (a memória), protetoras das Artes e da História. A deusa Memória dava aos poetas e adivinhos o poder de voltar ao passado e de lembrá- -los à coletividade”, explica o texto.

O primeiro museu do Brasil é o Museu Nacional, criado em 1818, por Dom João VI (que pegou fogo em 2 de setembro de 2018 no Rio de Janeiro). O País tem quase 2 mil museus. Os da cidade de São Paulo somam aproximadamente 130 instituições.

 

IMAGINAÇÃO

“Desde criança, frequento museus em São Paulo. O primeiro foi o Paulista, o famoso “Museu do Ipiranga” – fechado para visitação desde 2013 por falta de conservação da sua estrutura arquitetônica – localizado no Parque da Independência. Lembro-me de visitar também, naquele dia, a Casa do Grito, neste mesmo parque, e chamou minha atenção um detalhe no conteúdo dos painéis que explicavam a história da casa: ali era um sítio arqueológico!”.

A lembrança é de Andrezza Bicudo, 24, historiadora que já trabalhou no Sítio Morrinhos em São Paulo e é apaixonada por História e Arqueologia. Dessa sua primeira visita a um museu, ela recorda-se, ainda, de fotos das escavações realizadas e uma vitrine na parede que exibia sua técnica construtiva, o pau-a-pique.

 

ONTEM

“Fiquei mais maravilhada com aquela casinha simples, sem muita coisa dentro, do que com o monumental Museu Paulista”, continuou Andrezza, que, mais de dez anos depois, teve a oportunidade de estudar sobre a Casa do Grito, sua história, sua arquitetura, as escavações arqueológicas e ter contato direto com os materiais lá encontrados. “Um verdadeiro privilégio e uma conquista para aquela menina”, disse a jovem.

A grande referência museológica de Andrezza na Capital Paulista é o Museu da Cidade de São Paulo. “Muita gente conhece apenas algumas de suas unidades, mas não sabe que, juntas, elas compõem este museu municipal. A Casa do Grito é uma delas, assim como o Sítio Morrinhos, a OCA, o Solar da Marquesa de Santos, sede do museu, entre outras. O Museu da Cidade contribui na compreensão dos diferentes cotidianos paulistanos desde o século XVI até os dias de hoje, aborda os processos de urbanização da cidade, entre outras reflexões que possibilitam pensar a cidade no passado e hoje”, explicou.

 

MUSEU DA CIDADE DE SÃO PAULO

O Museu da Cidade de São Paulo é uma rede de casas históricas, construídas entre os séculos XVII e XX e distribuídas nas várias regiões da cidade, que representam remanescentes da ocupação da área rural e urbana da cidade de São Paulo.

Criado em 1993 e hoje administrado pelo Departamento de Museus da Secretaria Municipal de Cultura, é formado por 12 unidades, além de manter a guarda da OCA e do Pavilhão das Culturas no Parque do Ibirapuera. São elas: Beco do Pinto, Casa da Imagem, Capela do Morumbi, Casa Bandeirante, Casa do Grito, Casa do Tatuapé, Casa do Sítio da Ressaca, Casa Sertanista, Chácara Lane, Cripta Imperial, Sítio Morrinhos e Solar da Marquesa de Santos.

O projeto para o Museu da Cidade de São Paulo revela um percurso unificado para suas unidades, que deverão constituir as estruturas do Sistema Municipal de Museus.

(Com informações do Museu da Cidade)
 

CASA DE VIDRO

(Arquiteta Lina Bo Bardi) Rua General Almérico de Moura, 200

Quinta-feira a sábado, 10h, 11h30, 14h e 15h30

Ingresso: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (estudante, professor, terceira idade)

Telefone: (11) 3744-9902 Email: info@institutobardi.org

 

CASA MÁRIO DE ANDRADE

Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda

Terça-feira a domingo, das 10h às 18h

Telefones: (11) 3666-5803 / 3826-4085

Grátis

 

CASA GUILHERME DE ALMEIDA

Museu: Rua Macapá, 187 - Perdizes

Telefones: (11) 3673-1883 / 3803-8525

E-mail: contato@casaguilhermedealmeida.org.br

Grátis

 

OFICINA OSWALD DE ANDRADE

Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro

Segunda a sexta-feira, das 9h às 22h; sábados, das 10h às 18h

Telefone: (11) 3222-4683 E-mail: oswalddeandrade@oficinasculturais.org.br

Grátis

 

CASA DO GRITO

Praça do Monumento, 199- 259

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 2273-4981 E-mail: educativomuseudacidade@gmail.com

Grátis

 

CASA DO TATUAPÉ

Rua Guabijú, 49

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 2296-4330 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

CASA DO BANDEIRANTE

Praça Monteiro Lobato - Butantã

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 3031-0920 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

CASA DO SERTANISTA

Praça Ênio Barbato, s/n - Caxingui

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 3726-6348 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

CASA MODERNISTA

Rua Santa Cruz, 325 - Vila Mariana

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 5083-3232 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

SÍTIO MORRINHOS

Rua Santo Anselmo, 102

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 2236-6121 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

SOLAR DA MARQUESA

Rua Roberto Símonsen, 136

Terça-feira a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (11) 3241-1081 Email: educativomuseusdacidade@gmail.com

Grátis

 

MUSEU LASAR SEGALL

Rua Berta, 111 - Vila Mariana

Quarta a segunda-feira, das 11h às 19h

Telefone: (11) 2159-0400

Grátis

 

CHÁCARA LANE

Rua da Consolação, 1.024 - Consolação

Terça-feira a domingo, das 10h às 18h

Telefone: (11) 3129-3361

Grátis

 

Fonte: clickmuseus

 

ARTE SACRA

O Museu de Arte Sacra de São Paulo é fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação aconteceu em 29 de junho de 1970. A partir dessa data, o Museu de Arte Sacra passou a ocupar a ala esquerda térrea do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz.

A parte mais antiga do complexo foi construída sob orientação de Santo Antônio de Sant’Anna Galvão para abrigar o recolhimento das irmãs concepcionistas. O acervo do museu começou a ser formado por Dom Duarte Leopoldo e Silva, primeiro arcebispo de São Paulo, que, a partir de 1907, passou a recolher imagens sacras de igrejas e pequenas capelas de fazendas que sistematicamente eram demolidas após a proclamação da República.

 

MUSEU DA PESSOA

O Museu da Pessoa é um museu virtual e colaborativo. Está aberto a todos que queiram registrar e compartilhar sua história de vida. O acervo reúne quase 20 mil histórias, sem contar as fotografias, documentos e vídeos. Padre Paolo Parise, diretor do Centro de Estudos Migratórios (CEM) e que realiza um trabalho na Casa do Migrante, na Rua do Glicério, centro da Capital Paulista, faz parte do acervo do Museu.

“O Museu da Pessoa acredita que valorizar a diversidade cultural e a história de cada pessoa como patrimônio da humanidade é contribuir para a construção de uma cultura de paz. Nossa principal missão é a de ser um museu aberto e colaborativo, que transforme as histórias de vida de toda e qualquer pessoa em fonte de conhecimento, compreensão e conexão entre pessoas e povos”, descreve o texto de apresentação no site do museu.

 

MUSEUS-CASA LITERÁRIOS DE SÃO PAULO

Localizada na Avenida Paulista, 37, a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura – integra a rede de Museus-Casa Literários de São Paulo, com a Casa Guilherme de Almeida e a Casa Mário de Andrade.

O edifício onde está localizada a Casa das Rosas foi projetado pelo arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, do mesmo escritório responsável por prédios como a Pinacoteca do Estado, o Theatro Municipal, o Prédio da Light e o Mercado Público de São Paulo.

A mansão foi concluída em 1935. Lá, os herdeiros de Ramos de Azevedo viveram até meados dos anos 1980. Reinaugurada em 2004, como Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, a Casa das Rosas tem oferecido à população de São Paulo cursos, oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, lançamentos de livros, apresentações literárias e musicais, saraus, peças de teatro e exposições ligadas à literatura.

UM POUCO DE HISTÓRIA

Ulpiano Bezetta de Meneses é professor no Departamento de História, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Referência no que se refere ao estudo dos museus e sua importância cultural, ele recorda que no museu as pessoas se defrontam com objetos como objetos, em suas múltiplas significações e funções.

“É a função documental do museu que garante não só a democratização da experiência e do conhecimento humanos, como, ainda, a possibilidade de fazer com que a mudança deixe de ser um salto do escuro para o vazio e passe a ser inteligível”, explicou no texto intitulado “Do teatro da memória ao laboratório da História: a exposição museológica e o conhecimento histórico”, disponível para consulta na internet.

 

DICA!

As listas dos museus de São Paulo, bem como os serviços oferecidos em cada um, podem ser encontradas na página do Facebook Click Museus. O Click Museus tem como missão aproximar e facilitar a comunicação dos museus com as pessoas, disseminando a ideia de que museus além de serem espaços de educação, abrangem também lazer e entretenimento.

“Pensando nisso, criamos uma plataforma única, baseada em pesquisas da opinião pública sobre como os museus poderiam ser mais atraentes, e quais são as maiores dificuldades de acesso para aqueles que pensam em visitá-los”, explica o texto de descrição da página.

 

CONFIRA UMA LISTA DOS MUSEUS PARA VISITAR DURANTE AS FÉRIAS

 

PARA ANDAR DE BICICLETA

Museu de Arte Moderna de São Paulo Museu de Arte Contemporânea

Museu Afro Brasil Museu do Ipiranga

Museu Florestal

Capela Imperial

Obelisco

Oca

 

PARA FAZER PIQUENIQUE

Museu Casa do Bandeirante

Museu Casa do Sertanista

Museu Casa Modernista

Museu Sítio Morrinhos

Museu Casa do Tatuapé

Museu Florestal

Museu Botânico

 

PARA LEVAR CRIANÇAS

Museu da Imaginação

Museu da Magica

Museu do Inseto

Catavento Cultural

Museu do Futebol

Museu de Zoologia

 

PARA LEVAR ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Sítio Morrinhos

Casa do Bandeirante

Casa do Sertanista

Casa do Grito

Oca

Obelisco

Museu de Arte Urbana

Museu Penitenciário

Museu de Arte Moderna

Museu de Arte contemporânea

PS: O pet pode adentrar o jardim e o entorno da instituição.

(Com informações da Página Click Museus)

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.