SÃO PAULO

Abas primárias

SÍNODO ARQUIDIOCESANO

‘Por que fazer um sínodo?’

Por Sínodo
09 de agosto de 2017

Saiba mais sobre os objetivos e razões do Sínodo Arquidiocesano

Institucional

A Arquidiocese de São Paulo nunca celebrou um sínodo, mas é claro que esse não é o motivo para pensar o sínodo. “A finalidade do sínodo é a de prestar um auxílio ao Bispo no exercício da função que lhe é própria, de guiar a comunidade cristã” (Instrução sobre os Sínodos Diocesanos, 1). Entre seus objetivos, dois se destacam com mais força.

O primeiro objetivo do sínodo é a retomada da consciência eclesial. “Temos uma alta porcentagem de católicos sem consciência de sua missão de ser sal e fermento no mundo, com uma identidade cristã fraca e vulnerável” (Aparecida, 286).

O segundo objetivo depende do primeiro, isto é, a renovação da vida pastoral da Arquidiocese depende da retomada da consciência eclesial. A Arquidiocese de São Paulo tem uma história de compromisso e testemunho, mas é preciso olhar adiante. Por isso, “os bispos, presbíteros, diáconos permanentes, consagrados e consagradas, leigos e leigas, são chamados a assumir uma atitude de permanente conversão pastoral, que envolve escutar com atenção e discernir ‘o que o Espírito está dizendo às Igrejas’ (Ap 2,29), através dos sinais dos tempos nos quais Deus se manifesta” (Aparecida, 366).

Assim, partindo desses dois objetivos, será possível elaborar grandes diretrizes para renovar a organização, a vida pastoral e missionária da Arquidiocese, e para responder aos desafios e urgências de hoje.

Mas quem vai participar do Sínodo?

 

Você tem dúvidas sobre o sínodo arquidiocesano?
Envie sua pergunta para osaopaulo@uol.com.br

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.