SÃO PAULO

Esporte

Palmeiras é campeão também na solidariedade

Por Flavio Rogério Lopes
06 de novembro de 2018

Ingressos da decisão do Brasileirão Sub-20 foram trocados por 1kg de alimento (arroz, feijão, macarrão ou 1L de leite ou de óleo)

Luciney Martins/O SÃO PAULO

O Campeonato Brasileiro Sub-20 de Futebol foi conquistado de forma inédita em 25 de outubro, pela Sociedade Esportiva Palmeiras. Diante de 23 mil torcedores, no Allianz Parque, em São Paulo (SP), o Palmeiras venceu o Vitória pelo placar de 5 a 2 e garantiu o título da competição. O Verdão já havia vencido o jogo de ida por 4 a 1, em Salvador (BA). 

Em 23 de outubro, os torcedores fizeram fila e deram um verdadeiro testemunho de solidariedade. Os ingressos da decisão do Brasileirão Sub-20 foram trocados por 1kg de alimento (arroz, feijão, macarrão ou 1L de leite ou de óleo). Foram arrecadadas em torno de 23 toneladas de donativos, igualmente destinadas à Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo. 

 

ESPORTE E SOLIDARIEDADE

Um mutirão de voluntários - que reuniu funcionários do Palmeiras, membros da diretoria e integrantes da Pastoral do Menor - organizou os alimentos que foram enviados para armazenamento em um salão da Missão Belém. 

A parceria entre o Clube e a Pastoral teve início em dezembro de 2017, com o evento “Natal dos Sonhos”, realizado no Ginásio do Palmeiras, com a proposta de anunciar o nascimento de Jesus, incentivar a doação de brinquedos às crianças carentes e resgatar a importância do direito de brincar.

Em abril, na véspera da decisão do Campeonato Paulista de Futebol, cujo título seria decidido entre Palmeiras e Corinthians, 35 mil torcedores acompanharam o último treino do Verdão antes da decisão e também realizaram a troca de 1kg de alimento pelo ingresso. Na ocasião, cerca de 30 toneladas de alimentos foram arrecadadas e tiveram o mesmo destino. 

“Essa parceria se deu por meio da oportunidade que a Pastoral do Menor teve de apresentar o trabalho social, não só feito pela Pastoral, mas por toda Igreja, no âmbito da Arquidiocese de São Paulo”, afirmou Sueli Maria de Lima Camargo, coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor, em entrevista ao O SÃO PAULO.

 

DESTINO DOS ALIMENTOS

Os alimentos vão contribuir com grande parte da população carente, assistida pelas obras sociais da Arquidiocese. As doações serão entregues às instituições que atendem o maior número de pessoas, entre elas a Missão Belém, Aliança de Misericórdia, Pastoral do Povo da Rua e outras organizações que auxiliam crianças, adolescentes, idosos e imigrantes.

“Os doadores entregam os alimentos muito conscientes do trabalho que estão fazendo e na confiança de que esses donativos serão destinados às pessoas certas. É importante ver a sociedade unida, pois ela é capaz de resolver a necessidade da população”, completou Sueli. 

Segundo a coordenadora arquidiocesana da Pastoral do Menor, em reunião com a diretoria do Palmeiras, foi apresentada toda a estrutura de projetos sociais da Arquidiocese, e a direção alviverde enfatizou que as doações foram realizadas não tanto pelo vínculo religioso e sim pelo social, destacando a seriedade dos projetos apresentados pela Arquidiocese.

“Os alimentos arrecadados foram distribuídos de uma forma que todos recebessem a quantidade que atendesse a necessidade de cada obra social. Essa nova doação agradou a todos. Uma ação esportiva que vem responder a uma realidade social gritante da cidade de São Paulo”, concluiu Sueli.
 

LEIA TAMBÉM: Projeto ‘Anjos do Esporte’ transforma vida de crianças e jovens carentes

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.