INTERNACIONAL

ALEMANHA

Padre perseguido pelo nazismo é beatificado

Por Gustavo Catania Ramos
22 de setembro de 2019

O Padre Richard era um professor e pregador dos exercícios espirituais

Divulgação

O Padre Richard Henkes, da Congregação dos Palotinos, nascido na Alemanha em 1900 e morto no campo de concentração alemão de Dachau em 1945, foibeatificado no domingo, 15, em Limbourg, Alemanha, em missa presidida pelo Cardeal Kurt
Koch, Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.
O Padre Richard era um professor e pregador dos exercícios espirituais. À época do nazismo, percebeu que essa ideologia não possuía os valores humanos e cristãos, mas que era um pensamento anticristão e neopagão. O Padre fez declarações públicas contra o nazismo, sobretudo a favor dos deficientes, que eram mortos, muitas vezes, por meio da eutanásia. Por causa disso, foienviado ao campo de concentração em Dachau, destino de diversos outros padres. Lá, por ajudar os doentes, adquiriu tifo e morreu em 22 de fevereiro de 1945.
“Por esse motivo, o Papa Francisco o declarou como um “mártir do amor ao próximo”, afirmou o Cardeal Kurt em entrevista ao Vatican News.

Fonte: Vatican News

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.