INTERNACIONAL

JMJ 2019

O pequeno Panamá ganha as cores do mundo

Por Jenniffer Silva
24 de janeiro de 2019

A Jornada Mundial da Juventude segue até o próximo domingo, 27

Jovens Conectados

Jovens de todo o mundo que estão no Panamá para participar da JMJ aguardam ansiosos pela chegada do Papa Francisco ao país centro-americano, prevista para a tarde desta quarta-feira, 23, pelo horário local.

O clima de JMJ já contagia o país e os peregrinos de toda a parte do mundo que lá estão, muitos destes brasileiros.

NOS PASSOS DE UMA JOVEM

Ao fim da JMJ de 2016, em Cracóvia, o Papa Francisco anunciou que em 2019, o maior encontro de jovens do mundo aconteceria no Panamá. O tema escolhido pelo Pontífice foi: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra”, desde então, todos foram chamados a refletir sobre os exemplos deixados por Maria e, desta forma, viver os dias de encontro com o Santo Padre.

Essa é a expectativa de Lucas Galhardo, jovem do Movimento de Schoenstatt: “Vamos aprender muito por meio dos exemplos de Maria, acredito que a jornada vai nos aproximar ainda mais de Nossa Senhora”. Ele também espera que este seja um momento de enaltecer e, aproximar os peregrinos ao Sínodo dos Jovens, fé e discernimento vocacional.

ESTAR AO LADO DO PAPA

São muitos os motivos que fazem com que, a cada Jornada, milhares de jovens tomem a decisão de se tornar peregrino e, em um País diferente, tenham uma experiência de fé, missão e encontro.

Em Jundiaí, no interior de São Paulo, vive Tiago Henrique Paneque, 22, que vê na oportunidade de estar perto do Papa Francisco a maior motivação para a ida à sua segunda JMJ: “Encontrar com os seus princípios e naquilo que ele acredita, na maneira como reconhece Jesus nas pessoas e no carinho que tem por todos, sem nenhuma distinção”, salientou o jovem da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Diocese de Jundiaí.

Após retornar de Cracóvia, na Polônia, ele e mais 21 jovens iniciaram com o apoio da paróquia a preparação para o desembarque no Panamá, com a realização de almoço, jantares, venda de rifas.

MUITA FÉ E ALEGRIA

“Desde a Jornada passada, o que mais me encantou foi o carisma do povo panamenho, que é muito receptivo e carinhoso, sem ao menos eles saberem que a próxima jornada seria em seu País”, contou sobre seu primeiro contato com a população que, este ano, acolhe a Jornada e que segundo ele, tem fé e devoção fortes.

As belezas naturais do Panamá estão encantando Thiago, que organiza junto com seu grupo uma visita a praia San Blas, zelada e administrada por índios nativos panamenhos.

NUNCA DEIXAR DE SONHAR

Dom momentos marcantes desde que chegou à JMJ, Tiago lembrou das palavras do Arcebispo do Panamá, que dizia: “Nunca deixaremos de ser jovens, enquanto não pararmos de sonhar”.

Para ele, esta é a motivação para quando retornar ao Brasil, continuando sua missão na Diocese que participa e, a exemplo de Maria, trasbordar seu sim a Deus. E, imitando ao povo que o acolheu, ser alegre e não fazer distinção entre as pessoas, mas oferecer a elas, somente amor.

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.