NACIONAL

Esporte

Natação conquista a primeira medalha para o Brasil nos Jogos da Juventude

Por Flavio Rogério Lopes
10 de outubro de 2018

Com uma inovadora proposta de integrar a população de Buenos Aires em torno dos Jogos, a cerimônia reuniu uma multidão ao longo da Avenida Nove de Julho

Jonne Roriz/Exemplus/COB

Os Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires 2018 foram oficialmente iniciados na noite do sábado, 6. Pela primeira vez na história, uma cerimônia de abertura foi realizada no meio da cidade e aberta ao público. A icônica Avenida Nove de Julho foi palco para uma festa cheia de luzes e projeções no famoso Obelisco da capital argentina.

 

ABERTURA HISTÓRICA

Com uma inovadora proposta de integrar a população de Buenos Aires em torno dos Jogos, a cerimônia reuniu uma multidão ao longo da Avenida Nove de Julho. O porta-bandeira do Time Brasil foi Luiz Gabriel Oliveira, do boxe, neto do medalhista olímpico Servílio de Oliveira. O jovem representou os 79 atletas brasileiros na competição. 

Um dos momentos mais emocionantes da noite foi o anúncio da presença dos 12 meninos tailandeses que ficaram presos em uma caverna por duas semanas em julho deste ano. Eles foram a Buenos Aires a convite do Comitê Olímpico Internacional e receberam do povo argentino efusivos aplausos. 

A pira olímpica foi acesa pela primeira vez por duas pessoas: a judoca Paula Pareto e o velejador Santiago Lange, campeões olímpicos nos Jogos Rio 2016. A terceira edição dos Jogos Olímpicos da Juventude reúne na capital argentina aproximadamente 4 mil atletas de 205 países para a disputa em 36 modalidades e 280 provas.

 

PRIMEIRA MEDALHA

O momento mais aguardado pelos melhores atletas da nova geração teve início no domingo, 7, quando aconteceram as primeiras competições dos Jogos da Juventude, com o Brasil representado em 11 modalidades: badminton, ciclismo BMX Racing, ginástica artística, judô, natação, remo, tênis, tênis de mesa, triatlo, vela e vôlei de praia. 

No primeiro dia de competições, a natação conquistou a primeira medalha de prata para o Brasil no revezamento 4x100m livre. Classificados com o melhor tempo das eliminatórias, o quarteto formado por Ana Carolina Vieira, André Calvelo, Lucas Peixoto e Rafaela Raurich obteve o tempo de 3min30s13 e foi superado apenas pela Rússia (3min28s50). O bronze ficou com a China (3min30s45). 

Também no primeiro dia de Jogos Olímpicos da Juventude, o Brasil alcançou três semifinais em provas individuais: Maria Luiza Pessanha (1m02s89) e Fernanda Goeij (1m03s30) nos 100m costas, e Vitor Souza (1m03s18) nos 100m peito, mas não conseguiram medalhas.

(Com informações de Comitê Olímpico do Brasil)
 

LEIA TAMBÉM: Delegação brasileira vive expectativa para os Jogos Olímpicos da Juventude

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.