SÃO PAULO

Nota de Falecimento

Morre Monsenhor Carlos Calazans

Por Redação
24 de março de 2020

Sacerdote da Diocese de São Miguel Paulista tinha 84 anos e foi Pároco da Basílica Nossa Senhora da Penha por cerca de 40 anos

A Diocese de São Miguel Paulista, na zona Leste de São Paulo, comunicou o falecimento do Mosenhor Carlos de Souza Calazans, Pároco Emérito da Basílica de Nossa Senhora da Penha, no bairro da Penha, na madrugada desta terça-feira, 24. 

Monsenhor Calazans tinha 84 anos e estava internado há duas semanas no Hospital Vitória, no Jardim Anália Franco em decorrência de uma desidratação e falta de apetite.

De acordo com o comunicado da Diocese, durante a internação foram diagnosticados uma pneumonia e um tumor na cabeça que, embora fosse benigno afetava diretamente seu bem estar.

BIOGRAFIA

Natural da Capital Paulista, Monsenhor Calazans nasceu em 2 de julho de 1935. Foi ordenado sacerdote  na Capela Imaculada Conceição do Seminário Central do Ipiranga (Hoje Paróquia Imaculada Conceição), por Dom Antônio Maria Alves de Siqueira, então Arcebispo Coadjutor da Arquidiocese de São Paulo, e 8 de dezembro de 1964.

Iniciou o seu ministério como Vigário Paroquial da Catedral da Sé. Também atuou nas paróquias Nossa Senhora do Brasil, no Jardim América, e São João Evangelista, na Casa Verde.

Em 5 de maio de 1974, foi nomeado pelo Cardeal Paulo Evaristo Arns, então Arcebispo de São Paulo, como Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Penha, função que exerceu por cerca de 40 anos, sendo responsável por conduzir a conclusão da construção da Basílica da Penha.

Com a criação da Diocese de São Miguel Paulista, em 1989, a Basílica da Penha integrou o território da nova circunscrição e o Monsenhor Calazans passou a pertencer ao clero dessa nova diocese.

FUNERAL

O Velório acontecerá nesta terça-feira, a partir das 11h, na Basílica de Nossa Senhora da Penha (Rua Santo Afonso, 199, Penha).

Embora haja medidas restritivas para cerimônias religiosas em decorrência da pandemia de Covid-19, o velório foi autorizado pelo fato de a basílica ser ampla e ventilada. Contudo, a Diocese ressaltou que devem ser respeitadas as recomendações sanitárias para evitar a disseminação do novo coronavírus e, por isso, haverá o controle do acesso das pessoas ao templo para evitar aglomerações.

O velório acontecerá até as 19h, quando a basílica será fechada para o acesso do público. Às 20h, o Bispo Diocesano de São Miguel Paulista, Dom Manuel Parrado Carral, presidirá uma missa de corpo presente sem a participação de fiéis, que será transmitida pela página da basílica no Facebook.

O sepultamento será na quarta-feira, 25, às 8h, no Cemitério da Penha.

(Com informações da Diocese de São Miguel Paulista)

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.