SÃO PAULO

Falecimento

Morre, aos 68 anos, o Padre Manoel Dias de Oliveira

Por Redação
10 de novembro de 2018

Sacerdote teve atuação em paróquias da Região Episcopal Sé e na Pastoral da Sobriedade

Arquivo pessoal

A Arquidiocese de São Paulo noticia com pesar o falecimento do Padre Manoel Dias de Oliveira, ocorrido na noite da quinta-feira, 8, em decorrência de uma parada cardíaca. Ele estava internado no Hospital Bandeirante desde o dia 1º, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral do tipo hemorrágico.

BIOGRAFIA E ATUAÇÃO PASTORAL

Nascido em 17 de junho de 1950, em Timbaúba (PE), Padre Manoel foi ordenado presbítero em 26 de agosto de 1980.

Na Arquidiocese de São Paulo, atuou na Região Episcopal Sé, como Vigário na Paróquia Santa Cecília e mais recentemente como Vigário na Paróquia Nossa Senhora da Assunção e São Paulo.

Sua missão especialmente voltada para a Pastoral da Sobriedade, na qual era Assessor Eclesiástico na Região Sé. Aparecida Barros, que esteve ao seu lado na Paróquia São Gonçalo, destacou a intensa divulgação dos trabalhos com dependentes químicos na cidade de São Paulo.

Além de um grupo criado na Paróquia São Gonçalo, Aparecida contou ainda que Padre Manoel celebrava todos os sábados às 20h, no edifício Nazaré, da Missão Belém, e na Casa Guadalupe.

“Ele começou a fazer esse trabalho com dependentes químicos há pouco mais de 20 anos, fazendo atendimento às pessoas que usavam drogas e álcool. O trabalho dele já era muito antigo”, falou.

VELÓRIO E SEPULTAMENTO

O velório teve início às 6h, na Igreja São Gonçalo, na Praça João Mendes. Houve missa de corpo presente às 7h, 11h e às 14h30, esta presidida pelo Bispo Auxiliar da Arquidiocese de São Paulo na Região Sé, Dom Eduardo Vieira dos Santos.

O corpo será levado para o sepultamento às 16h no Cemitério Santíssimo Sacramento (Avenida Doutor Arnaldo, 1.200).

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.