SÃO PAULO

Missa diária

‘As misericórdias de Deus são sempre novas, não acabam nunca’

Por Daniel Gomes
27 de março de 2020

Afirmou o Cardeal Scherer, em missa na manhã desta quinta-feira, 26

Reprodução da internet

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, presidiu na manhã desta quinta-feira, 27, na 4a Semana da Quaresma, a missa em sua residência episcopal, que tem sido diariamente transmitida pelas mídias sociais da Arquidiocese de São Paulo e pela rádio 9 de Julho.

A mensagem central da liturgia do dia é a confiança na misericórdia de Deus que se renova sempre em favor da humanidade.

Onde se põe a confiança?

Na homilia, ao recordar a primeira leitura do dia (Ex 32, 7-14), Dom Odilo lembrou que o povo pecou ao cair na idolatria, e que Deus encarregou Moisés de ir ao encontro dele para pedir a misericórdia divina.

“Quem sabe se esse tempo de pandemia, de susto, de um pouco de pavor, de medo de todo mundo com essa doença, se isso também não é para nos fazer colocar os pés no chão, sobre onde estamos colocando o verdadeiro valor da vida, o que estamos fazendo da vida, onde está se pondo a própria confiança”, disse o Arcebispo.

Buscar a misericórdia divina

Dom Odilo lembrou que Moisés intercedeu a Deus para que olhasse pelo povo, a Ele lembrou da misericórdia que já teve no passado e pediu perdão e misericórdia para o presente: “As misericórdias de Deus são sempre novas, não acabam nunca”, e essa misericórdia que salva e não os próprios méritos humanos.

Nesse sentido, Dom Odilo afirmou que a Quaresma é um tempo penitencial, de reconhecer os próprios pecados e de pedir a misericórdia de Deus, de procurar a confissão dos pecados: “Não o podemos fazer agora por causa das circunstâncias, mas o podemos fazer mediante a nossa atitude, nosso pedido,  nossa oração e nossa conversão pessoal, voltando-se para Deus”.

Preces

No momento das preces comunitárias, o Arcebispo rezou para que Deus converta o coração daqueles que vivem imersos na ganância, apegados aos bens materiais e se esquecem de Deus. “Tudo passa. A riqueza também é ilusória, a saúde é ilusória, quem se apega aos bens deste mundo está em uma grande ilusão”.

Também pediu a Deus para que fortaleça e conforte o Papa Francisco, e que abençoe a Igreja em São Paulo: as paróquias, os padres, as pessoas nas comunidades, bem como os pobres, os doentes e as famílias.

Unidos aos santos

Ao final da missa, o Arcebispo exortou que individualmente ou em família, os fiéis rezem pelos santos, que intercedem por todos junto a Deus, e que testemunharam com a própria vida a fé cristã.

Dom Odilo também convidou que todos se unam amanhã, sexta-feira, 27, às 14h (no horário de Brasília), a um momento de oração que o Papa Francisco vai presidir na entrada da Basílica de São Pedro, a ser transmitido pelo site Vatican News. Será um momento especial de súplica e adoração, a ser concluído com a bênção Urbi et Orbi.

O Arcebispo Metropolitano também rezou uma oração para que todos sejam protegidos da doença causada pelo novo coronavírus:

Senhor, Jesus, Salvador do Mundo,

Esperança que não conhecesse desilusão,

Tem piedade de nós e livra-nos do mal.

A ti imploramos:

A vitória sobre o flagelo deste vírus que se difunde rapidamente

A cura dos doentes,

A proteção dos que tem saúde,

O auxílio para quem cuida da saúde dos outros.

Mostra-nos o teu rosto misericordioso e salva-nos com teu grande amor

Tudo isso te pedimos pela intercessão de Maria,

tua e nossa mãe, que fielmente nos acompanha.

Tu que vives e reinas pelos séculos dos séculos,

Amém!

ASSISTA AO VÍDEO DA MISSA DESTA QUINTA-FEIRA: 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.