Jornal o São Paulo

SÃO PAULO

Região Sé

Metodologia do sínodo é tema do Conselho Regional de Pastoral

Por Região Sé
21 de março de 2018

200 pessoas, entre as quais Dom Eduardo Vieira dos Santos, participam da reunião ampliada do Conselho Regional de Pastoral, dia 15
 

Centro de Pastoral da Região Sé

Na noite da quinta-feira, 15, aconteceu a reunião ampliada do Conselho Regional de Pastoral, com a participação de mais de 200 pessoas, entre membros do CRP, todos os párocos, administradores paroquiais, vigários paroquiais, integrantes da Comissão Regional do sínodo, membros da Comissão Paroquial do sínodo, coordenadores e assistentes eclesiásticos das pastorais, movimentos e associações atuantes na Região Sé. 

Todos foram convocados por Dom Eduardo Vieira dos Santos, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Sé, para a reunião na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, no Setor Pastoral Perdizes.

A assessoria foi dada pelo Padre Donizeti José Xavier, membro da Comissão Regional do sínodo, e pelo Padre José Arnaldo Juliano dos Santos, Teólogo-Perito no sínodo arquidiocesano. 

O encontro iniciou-se com uma oração conduzida pelo Padre Helmo César Faccioli, Coordenador Regional de Liturgia, seguida da acolhida e introdução do tema por Dom Eduardo.

Em seguida, Padre Donizeti expôs o primeiro tema “O sínodo: sua teologia e mística – Deus habita esta cidade (Sentido Teológico e Teologal)”. O Assessor frisou que, na Teologia do Concílio Vaticano II, a Constituição Dogmática Lumen Gentium diz que a Igreja é movida pelo Espírito Santo, isto é, uma igreja pneumática, que impulsiona todo o povo. É preciso responder à pergunta: “Estamos nos deixando levar por este impulso?”, pois é o Espírito Santo que dá os dons e carismas. O testemunho é a linguagem viva, pois a Igreja é discípula da Palavra. Deus se revela como palavra viva, encarnada. Deus se faz linguagem, palavra, e, assim, faz-se entender. O testemunho de Deus na cidade se dá pela misericórdia. 

Padre José Arnaldo apresentou a “Metodologia do sínodo”, destacando os fundamentos do caminho sinodal: momento de todos tomarem consciência; de haver “uma Igreja discípula e missionária”; de superação de uma pastoral de conservação para a pastoral missionária e, também, um momento de escutar, ver, perguntar, discernir e avaliar a realidade eclesial, deixando-se interpelar pela doçura do Espírito Santo. Trata-se de uma conversão de mentalidade. 

Sobre os encontros paroquiais do sínodo, Padre José Arnaldo enfatizou que cada um destes deve ser preparado, experimentado, vivido, celebrado e registrado.

Após as assessorias, Dom Eduardo apresentou a Comissão Regional do sínodo e o Padre José Roberto Pereira, Coordenador Regional de Pastoral, deu alguns comunicados. Seguiu-se, então, a bênção final, dada por Dom Eduardo. 

O material apresentado na reunião está disponível em na pagina da Região Sé, no portal.
 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.