INTERNACIONAL

Liberdade Religiosa

Há 70 anos dando voz à igreja sofredora

Por Fernando Geronazzo
15 de agosto de 2017

Criada há 70 anos, a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre apoia cerca de 6 mil projetos em mais de 140 países

Fotos: Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre

Fundada na Alemanha em 1947, pelo o padre holandês Werenfried van Straaten, a Ajuda à Igreja que Sofre ‒ tradução do alemão Kirche in Not ‒ se dedica ao serviço dos cristãos de todo o mundo. Sua ação se dá por meio de três pilares: oração, informação e ajuda. Tudo feito inteiramente por meio de doações privadas, pois a Fundação não recebe recursos públicos. 

Reconhecida como fundação pontifícia em 2011, adotou no mundo todo a sigla ACN, iniciais do nome da entidade em inglês: Aid to the Church in Need. Atualmente, conta com escritórios em 21 países, que arrecadam donativos e transformam isso em caridade que chega a mais de 140 países. 

Em 2017, a ACN chega aos 70 anos ajudando cerca de 6 mil projetos por ano. Em muitas regiões de crise e catástrofes naturais, a ACN permanece com seu trabalho mesmo depois de anos, como no caso da guerra civil de Ruanda, em 1994, e do Tsunami no Sri Lanka, em 2004. 

 

Graças às doações de mais de 600 mil benfeitores, a ACN promove assistência pastoral em diversos campos, como ajuda existencial para sacerdotes; formação de padres e religiosos; ajuda existencial para religiosas; formação para os leigos; distribuição de bíblias e livros religiosos; apoio à mídia para a propagação da fé; meios de transporte para o trabalho pastoral; construção e reconstrução de edifícios religiosos; ajuda de emergência em casos de guerra, deslocamento de populações, violência e catástrofes naturais.

A formação de seminaristas é uma das maiores preocupações da ACN. Muitas doações são direcionadas para os países em que a formação adequada e contínua dos seminaristas não pode ser assegurada por causa da pobreza, guerra ou perseguição. Em 2014, a Fundação apoiou a formação de um em cada 11 seminaristas no mundo todo.

 

Projetos inovadores

Sob a liderança do Padre Werenfried, a ACN apoiou projetos inovadores como, por exemplo, os padres mochileiros enviados em motocicletas e fuscas para regiões remotas; e capelas móveis montadas em caminhões para as áreas que tiveram igrejas destruídas. 

Na década de 1970, na região amazônica do Brasil, a Fundação iniciou o projeto Assistência Missionária Ambulante (AMA). Trezentos caminhões usados pelo Exército suíço foram comprados, adaptados e utilizados no trabalho pastoral da Igreja local. 

“No Brasil, nós não temos perseguição religiosa, o que temos são atos de discriminação. Nós adotamos o mesmo conceito da Organização das Nações Unidas; se você pode praticar a sua religião ou mudar de religião, então não existe perseguição”, explicou Valter Callegari. Os principais projetos apoiados pela ACN no Brasil são voltados para as muitas necessidades da Igreja, principalmente nas regiões Norte e Nordeste. “O Papa Francisco pediu que nós apoiemos a Prelazia de Tefé (AM). Estamos trocando os barcos de madeira por barcos de alumínio, que reduzirá pela metade o tempo de viagem de um sacerdote da sede da Prelazia a uma comunidade, que pode durar até 48 horas”. Segundo Callegari, há comunidades que recebem a visita do sacerdote uma vez ao ano, além de serem muito pobres materialmente. “Para ter uma ideia, há comunidades que em uma coleta arrecadam R$ 5,00”, relatou. 

“Nosso trabalho está focado na ajuda à Igreja, onde quer que ela seja perseguida ou oprimida pelo terror e pela violência. Através de notícias enviadas regularmente à mídia, nós damos uma voz para a Igreja sofredora que se distingue na enxurrada das informações diárias e também pedimos orações pelos cristãos perseguidos... Num espírito de confiança em Deus e de amor fraternal, a Fundação Pontifícia ajuda dioceses da Igreja mundo afora para levar ao povo a Boa Nova do Reino de Deus – especialmente naqueles lugares em que a Igreja sofre perseguição ou pobreza material”, afirmou o Presidente da ACN, Cardeal Mauro Piacenza. 

 

Leia a matéria sobre a missa do Dia de Oração pelos Cristãos Perseguidos

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.