VATICANO

Papa Francisco

Gesto inesperado sela acordo de paz no Sudão do Sul

Por José Ferreira Filho
02 de mai de 2019

Entre as autoridades civis, estavam o presidente da República do País africano, Salva Kiir Mayardit

Um retiro de dois dias para as autoridades máximas civis e eclesiásticas do Sudão do Sul, no Vaticano, selou um acordo de paz entre os líderes africanos e contou com um gesto surpreendente e comovente de Francisco: depois de ter pedido “como irmão” aos líderes sul-sudaneses para que “permaneçam na paz”, o Santo Padre, com visível dificuldade, ajoelhouse diante deles para beijar-lhes os pés. Entre as autoridades civis, estavam o presidente da República do País africano, Salva Kiir Mayardit, e os vice-presidentes designados Riek Machar, Taban Deng Gai e Rebecca Nyandeng De Mabio. Tal gesto estimulou o compromisso dos governantes pela manutenção da paz e gerou comoção na população do Sudão do Sul, um jovem país africano, independente do Sudão desde 2011 e que, desde 2013, encontra-se numa sangrenta guerra civil, resultando na morte de mais de 400 mil pessoas até agora.

(Fonte: Vatican News)
 

LEIA TAMBÉM: Domingo de Ramos e 34ª Jornada Mundial da Juventude

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.