NACIONAL

Maria

Em nome da Mãe e do Filho

Por Nayá Fernandes
18 de mai de 2019

Invocada sob diferentes títulos, Nossa Senhora, Mãe de Deus, tem um mês a ela dedicado, e mostra-se próxima dos fiéis em diferentes povos e culturas

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Nossa Senhora de Nazaré, Nossa Senhora dos Trinta e Três, Guadalupe, Fátima, Nossa Senhora do Carmo. São inúmeros os títulos e invocações de Maria, Mãe de Jesus, que, ao longo dos séculos, tornou-se sempre mais presente na vida do povo, seja por meio dos textos bíblicos, seja por meio das aparições em diferentes lugares e contextos.

Maio é o mês dedicado a Maria. Alguns autores afirmam que essa tradição se deu a partir de antigas tradições gregas, em que deusas pagãs eram lembradas em maio e que foram, com os cristãos, substituídas pelo culto a Maria, Mãe de Deus. Como, por exemplo, na antiga Roma, em que maio era dedicado a Flora, deusa da vegetação. Outras explicações como a de maio ser o mês do início da primavera no hemisfério norte também podem justificar a escolha de maio como mês de Maria. A aparição aos três pastorinhos em Fátima, Portugal, também aconteceu em maio.

 

O CULTO MARIANO

A Exortação Apostólica Marialis Cultus do Santo Padre Paulo VI para a reta ordenação e desenvolvimento do culto à Bem-Aventurada Virgem Maria, escrita em 1975, recorda a missão de Maria no mundo e como os cristãos devem a ela recorrer.

“A multifacetada missão de Maria, em relação ao povo de Deus, é, efetivamente, uma realidade sobrenatural, operante e fecunda no organismo eclesial. E dá gosto considerar cada um dos aspectos dessa missão e ver como todos eles se orientam, cada um com a sua eficácia própria, para o mesmo fim: reproduzir nos filhos as feições do Filho primogênito. Quer dizer: a materna intercessão da Virgem Santíssima, assim como a sua santidade exemplar, a graça divina, que está nela, tornam-se motivo de esperanças para todo o gênero humano” (Marialis Cultus, 57).

Sobre os títulos, o Papa recordou que foi do povo a iniciativa de invocar a Mãe de Deus sob diferentes títulos. “[...] Cedo começou o mesmo povo de Deus a invocá-la sob os títulos de Consoladora dos Aflitos, Saúde dos Enfermos e Refúgio dos Pecadores, a fim de alcançar conforto nas tribulações, alívio nas doenças e, quando ilaqueado pela culpa, a força libertadora; porque ela, isenta do pecado, leva os seus filhos a isto: a debelarem, com decisão enérgica, o pecado. E uma tal libertação do pecado e do mal, importa frisá-lo bem, é a condição necessária para toda e qualquer renovação dos costumes cristãos” (Marialis Cultus, 57).

 

MÃE DE DEUS

O artigo 466 do Catecismo da Igreja Católica (CIC), ao tratar sobre a humanidade de Cristo, recorda que Maria é Mãe de Deus, pois é Mãe de Jesus, Deus feito homem. “A humanidade de Cristo não tem outro sujeito senão a pessoa divina do Filho de Deus, que a assumiu e a fez sua desde que foi concebida. Por isso, o Concílio de Éfeso proclamou, em 431, que Maria se tornou, com toda a verdade, Mãe de Deus, por ter concebido humanamente o Filho de Deus em seu seio: ‘Mãe de Deus, não porque o Verbo de Deus dela tenha recebido a natureza divina, mas porque dela recebeu o corpo sagrado, dotado de uma alma racional, unido ao qual, na sua pessoa, se diz que o Verbo nasceu segundo a carne’.”

 

NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA

A história de Nossa Senhora Aparecida faz renovar a fé e a esperança de pessoas que a Ela recorrem em suas necessidades no Brasil e no mundo. No entanto, poucos se lembram de que a invocação de Maria sob esse título – Nossa Senhora da Conceição Aparecida – além de recordar a maneira pela qual aconteceu o encontro da imagem no rio, faz menção a um dos títulos mais importantes de Maria, como aquela que foi concebida sem pecado original.

O Catecismo da Igreja Católica explica o dogma da Imaculada Conceição nos artigos 484 a 505. “Ao longo dos séculos, a Igreja tomou consciência de que Maria, ‘cumulada de graça’ por Deus, tinha sido redimida desde a sua conceição. É o que confessa o dogma da Imaculada Conceição, proclamado em 1854 pelo Papa Pio IX: ‘Por uma graça e favor singular de Deus onipotente e em previsão dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, a bem-aventurada Virgem Maria foi preservada intacta de toda mancha do pecado original no primeiro instante da sua conceição’” (CIC 491).

 

NOSSA SENHORA DE GUADALUPE

Padroeira da América Latina, Nossa Senhora de Guadalupe, é uma invocação mexicana que nasceu a partir das aparições da Virgem Maria ao índio Juan Diego, no cerro de Tepeyac, por volta do século XVI.

Conta a história que um indígena se dirigia para o Catecismo na Cidade do México e ouviu um canto no alto de uma montanha, como se fosse uma sinfonia de pássaros. Quando o canto cessou, ele ouviu um chamado: “Juanito, Juan Dieguito”. Dirigiu-se ao lugar de onde vinha aquela voz e viu uma senhora que o convidou a se aproximar dela: suas vestes eram radiantes como o sol; e a pedra, a falésia onde estava de pé, lançava raios resplandecentes. A Virgem comunicou qual era sua mensagem a Juan Diego.

“Sabe e compreende bem, tu, o menor dos meus filhos, que eu sou a sempre Virgem Santa Maria, Mãe do verdadeiro Deus, razão do nosso viver; do Criador dos homens, do que está próximo e perto, o Dono do céu, o Senhor do mundo. Desejo vivamente que me ergam aqui um templo, para nele mostrar e dar todo o meu amor, compaixão, auxílio e amparo; porque na verdade eu sou a vossa Mãe bondosa, tua e de todos vós que viveis unidos nesta terra e dos outros povos, que me amem, que me invoquem, me procurem e confiem em mim; aí escutarei o seu pranto, as suas tristezas, para remediar e curar todas as suas penas, misérias e dores.”

A devoção a Nossa Senhora de Guadalupe difundiu-se largamente e, em toda a América Latina, fiéis a invocam e pedem a sua intercessão a Deus.

 

EM FAMÍLIA

Uma das primeiras orações aprendidas na infância é a Ave-Maria. São comuns os vídeos na internet de crianças que, ainda aprendendo a falar, pronunciam as palavras da Ave-Maria com sua linguagem própria, trocando letras e sílabas. A Ave-Maria é uma oração forte e terna. Ensinar a devoção mariana aos pequenos é um jeito de ajudá-los a se aproximar de Deus.

 

Rezar o Terço em família ou durante uma viagem também é um jeito simples de ajudar a família a vivenciar a espiritualidade mariana e manter vivo o amor a Maria, Mãe de Deus e de toda a humanidade. Outra dica importante é a participação em grupos como o Movimento de Schoenstatt ou a Legião de Maria, que realizam momentos de espiritualidade nas comunidades ou nas casas das famílias.
 

Olha para a Estrela, invoca Maria Nos perigos, nas angústias, em todos os momentos de dúvida, pensa em Maria, invoca Maria. Que este nome sagrado não se afaste do teu coração e não falte jamais nos teus lábios. Seguindo esta Estrela, não te desviarás. Se a invocares com humildade, não desesperarás. Se pensares em Maria, não errarás. Se ela estiver contigo, não cairás. Se te proteger, nada temerás. Com ela, como guia, não te fatigarás. Se te for propícia, chegarás à meta, firme e seguro. Quem quer que sejas, sacudido pelo vendaval das tempestades deste mundo, sentindo a terra como um mar devorador, não afastes os olhos do fulgor desta Estrela. Quando soprar o vento tempestuoso e traiçoeiro da tentação, quando te sentires batido contra os escolhos perigosos da tribulação, olha para a Estrela e invoca Maria. Se te açoitarem as ondas da soberba, da inveja, da maledicência, olha para a Estrela, invoca Maria. Quando sentires a ira, a avareza, a carne e a tristeza tentarem fazer soçobrar a barquinha frágil de tua alma, olha para a Estrela, invoca Maria…

São Bernardo de Claraval

TÍTULOS DE NOSSA SENHORA NAS AMÉRICAS CENTRAL E DO SUL

BRASIL

NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA

ARGENTINA

NOSSA SENHORA DE LUJÁN

PARAGUAI

NOSSA SENHORA DOS MILAGRES DE CAACUPÉ

URUGUAI

VIRGEM DOS TRINTA E TRÊS

BOLÍVIA

NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA DE COPACABANA

CHILE

VIRGEM DO CARMO

PERU

PERU SENHORA DAS MERCÊS

EQUADOR

NOSSA SENHORA DE QUINCHE

COLÔMBIA

VIRGEM DE CHIQUINQUIRÁ

VENEZUELA

NOSSA SENHORA DE COROMOTO

GUIANA E SURINAME

VIRGEM DE FÁTIMA

PANAMÁ

SANTA MARIA DE LA ANTÍGUA

COSTA RICA

NOSSA SENHORA DOS ANJOS

NICARÁGUA

NOSSA SENHORA A PURÍSSIMA, OU IMACULADA CONCEIÇÃO DE EL VIEJO

HONDURAS

NOSSA SENHORA DE SUYAPA

EL SALVADOR

NOSSA SENHORA DA PAZ

GUATEMALA

NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

 

LEIA TAMBÉM: O sentido é a vida!

 

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.