NACIONAL

57ª ASSEMBLEIA DA CNBB

Dom Luiz Carlos Dias e Dom Devair Araújo da Fonseca comentam próximas etapas da Assembleia Geral da CNBB

Por Redação
07 de mai de 2019

Os bispos auxiliares da Arquidiocese de São Paulo responderam a perguntas feitas por internautas no Facebook

Reprodução do Facebook

Nesta terça-feira, 5, o Vicariato Episcopal para Comunicação realizou mais uma transmissão ao vivo pelo Facebook da Arquidiocese de São Paulo, com a presença do Vigário Episcopal para a Comunicação, Dom Devair Araújo da Fonseca e Dom Luiz Carlos Dias, Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Episcopal Belém.

NOVAS DIRETRIZES

Dom Devair iniciou sua interação com os internautas explicando que as novas diretrizes, pensadas para o período dos próximos quatro anos, entre 2019 e 2023, estão avançando e, que em breve, o material poderá ser finalizado.

O Bispo enfatizou que as propostas discutidas pelo episcopado brasileiro, reunido nesta assembleia, pretende atender as necessidades da ação evangelizadora nas grandes cidades e na perspectiva do aumento da cultura urbana.  Ao responder à pergunta de uma internauta, Dom Devair contou que após finalizado, o documento estará disponível nas publicações da CNBB.

O Vigário para Comunicação lembrou, ainda, da importância da leitura desses registros, pois um dos dados apontados pela pesquisa realizada no primeiro ano do sínodo arquidiocesano mostrou que muitos católicos nunca leram algum documento relacionado a Igreja Católica.

Já Dom Luiz Carlos salientou sobre a ação evangelizadora nas Igrejas de todo o País: “Nós estamos em um momento de perceber a necessidade de sermos missionários, de sermos testemunhas de Jesus”, disse.

NOVA PRESIDÊNCIA

Os Prelados explicaram que a nova presidência eleita na tarde da última segunda-feira, 6, formada por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo de Belo Horizonte (MG), como Presidente e Dom Jaime Spengler, Arcebispo de Porto Alegre (RS) e Dom Mário Antonio Silva, Bispo de Roraima, como Vice-presidentes.

Para eles, a nova composição atende a necessidade de pensar em ações para grandes cidades. O fato de neste ano, a Conferência Episcopal eleger dois vice-presidentes é resultado de um pedido feito a Santa Sé, com objetivo de flexibilizar os compromissos da presidência.

PROCESSO NATURAL

Os bispos comentaram que o processo da candidatura para os cargos ocorre de maneira natural e não como é conhecida em eleições políticas, por exemplo. Ao longo dos dias de assembleia, o episcopado vai tomando consciência das reponsabilidades e dom serviço com a Igreja.

Para Dom Devair, as candidaturas são: “Uma ação do Espírito Santo na Igreja” e o Bispo da Região Belém explanou que: “Nós Buscamos o discernimento por meio do Espírito” e por isso é pouco provável que um Bispo eleito renuncie ao cargo, mesmo que seja permitido.

TODOS OS DETALHES DA ASSEMBLEIA

Diariamente, acompanhe os detalhes sobre a 57ª Assembleia Geral da CNBB no site do jornal O SÃO PAULO e nos noticiários da rádio 9 de Julho.

(Edição: Jenniffer Silva, a partir de informações da Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de São Paulo)

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.