INTERNACIONAL

Abas primárias

Canadá

Cristãos se opõem à educação sexual radical

Por Filipe David
08 de outubro de 2018

Foi publicado um documento com 14 pontos sobre a posição cristã a respeito da identidade de “gênero” e da sexualidade humana

Reprodução da Internet

Cristãos de diferentes denominações decidiram unir forças para combater o novo currículo de educação sexual da Colúmbia Britânica, considerado radical. Eles publicaram um documento com 14 pontos sobre a posição cristã a respeito da identidade de “gênero” e da sexualidade humana. Mais de 200 pastores e 1,1 mil líderes religiosos já assinaram o documento. “Esse currículo semeia a dúvida e a confusão na mente de crianças muito, muito novas”, afirmou o Pastor Kevin Cavanaugh, de uma igreja batista, “é uma ultra-sexualização de tudo... Nós o vemos como um programa de ativismo sexual”, concluiu.

O documento ressalta que a vontade de Deus para as pessoas é que elas sejam castas, vivendo a abstinência sexual fora do casamento e a fidelidade conjugal dentro dele. Afirma, ainda, que “nenhum afeto, desejo ou compromisso justifica o sexo antes ou fora do casamento, nem justifica nenhuma forma de imoralidade sexual”. Os pastores também lembram que o homem e a mulher são iguais em dignidade enquanto pessoas, mas diferentes um do outro, e que essa diferença é boa e querida por Deus.

Fonte: Life Site News
 

LEIA TAMBÉM: A (in)segurança dos padres no continente


 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.