NACIONAL

Pelo Brasil

Crianças aprendem educação fiscal e financeira com a ‘Turma da Mônica’

Por Daniel Gomes
18 de janeiro de 2019

A proposta é que as crianças aprendam a participar de escolhas públicas e acompanhar a gestão das verbas públicas e das finanças pessoais

Reprodução da Internet

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia, em parceria com o Instituto Mauricio de Sousa, e apoiada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, iniciou, em 2018, o projeto “Em Busca do Tesouro”.

A proposta é que, de forma lúdica e com a linguagem acessível característica dos gibis da “Turma da Mônica”, as crianças aprendam a participar de escolhas públicas e acompanhar a gestão das verbas públicas e das finanças pessoais.

No fim do ano passado, o piloto do programa foi aplicado em nove escolas no Estado de Goiás, sendo sete delas públicas, uma privada de educação pública e uma privada. Foram alcançados 732 estudantes dos 4º, 5º e 6º anos.

O conteúdo sobre educação financeira e fiscal foi contextualizado por histórias vividas pela Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão e sua turma. Além de disseminar conceitos como equilíbrio e transparência das contas estatais, a STN espera promover a educação fiscal e financeira por meio de informações sobre a função social dos tributos. Outra pauta discutida pela iniciativa é o necessário controle do cidadão dos gastos públicos. Do ponto de vista institucional, a ideia é fazer com que crianças, jovens e adultos entendam quais são as funções de administração financeira do Estado e quais são os dados produzidos e consolidados pelo Tesouro Nacional.

Em 2019, haverá a avaliação de impacto do projeto, com a meta de ampliá-lo para até 30 mil meninos e meninas de escolas do Distrito Federal.

Fonte: ONU Brasil
 

LEIA TAMBÉM: Surto de Aedes aegypti pode afetar mais de 500 cidades neste verão

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.