INTERNACIONAL

México

Congresso rejeita casamento gay no sudeste do País

Por José Ferreira Filho
17 de abril de 2019

A proposta de reforma constitucional tinha que atingir 17 votos a favor, porém obteve apenas nove

Observatório G

O Congresso estadual de Yucatán, no sudeste do México, rejeitou um projeto que buscava reformar a Constituição local para abrir as portas ao chamado “casamento” gay. A proposta de reforma constitucional tinha que atingir 17 votos a favor, porém obteve apenas nove, sendo que 15 deputados votaram contra. No artigo 94, a Constituição Política do Estado de Yucatán determina que “o casamento é uma instituição por meio da qual se estabelece a união legal de um homem e de uma mulher, com igualdade de direitos, deveres e obrigações, com a possibilidade de gerar a reprodução humana de forma livre, responsável e informada”.

Rodrigo Iván Cortés, presidente da Frente Nacional pela Família (FNF), destacou que essa votação “é muito importante para Yucatán e para todo o México”, pois “a grande maioria dos membros do Congresso local confirmou a instituição do casamento como uma união legal entre um homem e uma mulher”. [...] “Esta instituição- -chave para o desenvolvimento de toda a sociedade foi confirmada diante das tentativas de esvaziá-la de conteúdo e subordiná-la à agenda da ideologia de gênero”, destacou.

(Fonte: ACI Digital)
 

LEIA TAMBÉM: Chantagens contra bispo católico após acordo entre China e Vaticano

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.