SÃO PAULO

O Centro de Orientação à Família é uma organização social sem fins lucrativos

Centro de Orientação à Família (COR) completa 48 anos em São Paulo

Por Nayá Fernandes
10 de junho de 2019

Com unidades espalhadas em toda a capital paulista, iniciativa nasceu de Nair Salgado e atende a cerca de mil famílias

A celebração em ação de graças pelo aniversário de 48 anos do Centro de Orientação à Família – A serviço da Vida na Comunidade (COR) aconteceu em 23 de maio, no Centro para Crianças e Adolescentes (CCA) do COR. A missa foi presidida pelo Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano de São Paulo, e teve a participação de membros das 22 unidades do COR espalhadas pela Capital Paulista. 
O Centro de Orientação à Família é uma organização social sem fins lucrativos, comprometida com a qualidade de vida das famílias em situação de vulnerabilidade. Foi idealizado e fundado, em 1971, por Nair Salgado e seu grupo de amigos com princípios cristãos-católicos, tendo como objetivo o respeito à dignidade e à integridade de cada pessoa e família atendida.
“O COR nasceu do coração da Legião de Maria, pois, no início, os voluntários eram, em sua maioria, participantes da Legião de Maria”, contou Zilda Siqueira Furtado, 85, que estava presente naquele grupo e foi amiga de Nair Salgado. 
Zilda recordou ainda que Nair, quando sentiu que deveria fundar uma instituição, foi primeiro estudar Serviço Social e, só depois, deu os primeiros passos para a organização que cresceu e hoje atende mais de mil famílias, em diferentes serviços voltados para crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. 
“A primeira sede do COR foi uma casa do pai da Nair, cedida para que se iniciassem as obras”, recordou Zilda, que dá aulas em uma escola para crianças com deficiência nas instituições “Arca” e “Fé e Luz”.

Força e esperança
Aos 90 anos, Maria Eleontina Ribeiro é a primeira secretária do COR, trabalho que realiza, voluntariamente, há cerca de 15 anos. “No COR, todos os membros da diretoria trabalham sem remuneração e, como somos poucos, acabamos desempenhando diferentes funções”, explicou Fabianne Nunes, 68, atual vice-presidente.
A presidente, Maria Regina Leandro de Souza, que também trabalha voluntariamente, é uma das responsáveis pela parceria que o COR mantém com a Prefeitura de São Paulo, pois todos os serviços são conveniados. Ela também é uma das encarregadas pela organização dos eventos realizados para arrecadação de fundos que visam à melhoria dos serviços.
Andreia Xavier, 35, trabalha no Centro Educacional Infantil (CEI), que atende 160 crianças com idade até 3 anos e 11 meses. Localizado no Carandiru, na zona Norte de São Paulo, o CEI completará 20 anos no dia 26 de novembro de 2019, e tem buscado, sempre mais, realizar um trabalho de apoio e de integração das famílias no processo de socialização e aprendizado das crianças.
Amanda de Oliveira Freitas e Isabela Marques têm 10 anos de idade e participam do CCA COR há cerca de um ano. Para Amanda, que veio de outro CCA que fechou na região, o COR oferece muitas oportunidades, como as aulas de informática e os momentos de recreação.
 “Gosto muito de todas as atividades que fazemos aqui”, disse, por sua vez, Isabela à reportagem do O SÃO PAULO. 

Frutos do amor
Na celebração que presidiu às 10h, reunindo funcionários, membros da diretoria do COR e adolescentes do CCA COR, Dom Odilo demonstrou muito contentamento por perceber que um trabalho, iniciado por inspiração mariana, tenha tantos frutos que permanecem. 
“O COR nasceu do coração de Maria”, disse Dom Odilo, ao ressaltar que se trata de uma atividade que tem como objetivo o cuidado com a vida e com as famílias. “Vocês estão fazendo um trabalho muito importante e, por isso, vocês precisam cobrar do poder público também”, disse o Cardeal, completando que, por meio do COR, pode-se fazer, com menos recursos, um trabalho de grande alcance e eficácia para a sociedade, devido ao grande número de voluntários. 
Na liturgia do dia, Jesus chamava seus discípulos de amigos e os convidou a “amar uns aos outros” (Jo 15,12). Animados pela Palavra de Deus, representantes de cada uma das unidades do COR compuseram, com corações coloridos, uma árvore de papel colocada ao lado do altar. 

Para ser voluntário no COR
Pessoas a partir dos 18 anos com interesse em desenvolver algum tipo de trabalho voluntário no COR devem entrar em contato pelo telefone (11) 3341-3391 ou pelo e-mail corfamilia@uol.com.br.
O COR recebe doações de roupas, brinquedos, alimentos, materiais de higiene, limpeza e de escritório, além da doação de cupons fiscais (sem a vinculação ao CPF de algum contribuinte). 
Outras informações podem ser obtidas no site http://corfamilia.org.br.

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.