SÃO PAULO

Trabalhadores

Cardeal Scherer celebra missa com trabalhadores na Ceagesp

Por Fernando Geronazzo
21 de dezembro de 2017

A celebração foi presidida em galpão do Sindicato dos Carregadores Autônomos

Luciney Martins/O SÃO PAULO

O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, presidiu, no sábado, 16, uma missa com os fiéis da Comunidade Santa Luzia, capelania ambiental que atende pastoralmente os trabalhadores da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na Vila Leopoldina, na zona Oeste da Cidade. 

A celebração aconteceu no galpão do Sindicato dos Carregadores Autônomos em Centrais de Abastecimento no Estado de São Paulo (Sindicar) e foi concelebrada pelo Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, Frei Alcimar Fioresi, com a participação do Diácono Permanente Luiz Carlos de Laet, responsável pela comunidade. 

“Estou feliz, porque finalmente consegui vir aqui para celebrar uma missa com vocês. Esta comunidade é um sinal da presença da Igreja neste lugar onde muitas pessoas trabalham, onde se negociam os alimentos, flores etc., que acabam sendo da utilidade do dia a dia do povo”, afirmou Dom Odilo ao saudar os fiéis.  

Embora a missa aconteça tradicionalmente para festejar a padroeira da comunidade, cuja memória litúrgica foi celebrada no dia 13, Dom Odilo recordou que a celebração também ocorre no contexto do Advento. Na homilia, o Arcebispo convidou a todos a se preparem para celebrar bem o Natal e a ajudar, com o trabalho de cada um, as outras pessoas a celebrá-lo bem. “Essa também é uma maneira de ‘preparar o caminho do Senhor’, para que Ele possa vir e ser acolhido”. 

A presença eclesial na Ceagesp começou em 1996, quando houve uma missa em 14 de dezembro, para celebrar o Natal com os carregadores. A tradição continuou nos anos seguintes até que, em 2005, Dom Benedito Beni dos Santos, então Bispo Auxiliar da Arquidiocese na Região Lapa, instituiu a capelania ambiental, nomeou o Diácono Luiz Carlos como responsável e entronizou a imagem de Santa Luzia como padroeira. 

Além da missa em honra a Santa Luzia, a Comunidade celebra uma missa na Solenidade de Corpus Christi. Todos os meses, acontece uma adoração ao Santíssimo Sacramento. Há 12 anos à frente da Capelania, o Diácono Luiz Carlos percorre frequentemente os 480 m2 da Ceagesp, visitando e atendendo os trabalhadores e comerciantes. Ele também formou grupos de Catequese de adultos para os sacramentos da iniciação cristã: Batismo, Eucaristia e Confirmação.

“São 30 mil pessoas que trabalham aqui dentro e mais cerca de 30 mil que diariamente vêm fazer compras. Aqui tem muito mais pessoas do que muitas cidades do interior. O desafio pastoral é grande. Lidamos com pessoas de diferentes realidades, desde os carregadores até os donos das bancas, muitos deles fazendeiros. É preciso bastante criatividade para anunciar o Evangelho a essas pessoas”, afirmou o Diácono ao O SÃO PAULO

Para o Vice-Presidente do Sindicar, Mario Marcos de Souza, a presença da comunidade católica na Ceagesp é muito significativa.  “A maioria dos nossos carregadores são de estados do Nordeste e quase todos são católicos devotos. Por isso, significa muito para eles ter missas e oportunidades de vivência da fé neste local”, disse. O piauiense Valdir de Souza Bezerra, 52, confirma isso. Carregador na Ceagesp há 30 anos, ele sempre participa das atividades da comunidade. “É muito importante a presença da Igreja entre nós para nos animar na fé. Não vivemos só de trabalho, mas também do espírito”, afirmou.
 

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.