INTERNACIONAL

Nigéria

Ataques fulani matam ao menos 120 cristãos

Por Filipe David
25 de março de 2019

Os pastores fulani compõem um grande grupo étnico com quase 40 milhões de pessoas

ACN

Milicianos fulani foram responsáveis pela morte de 120 cristãos desde fevereiro deste ano no Estado de Kaduna. Os últimos ataques ocorreram no dia 11, e deixaram 52 mortos e 143 casas destruídas. O governador do Estado impôs um toque de recolher, e milhares de pessoas já deixaram suas casas para fugir da violência dos milicianos.

Os pastores fulani compõem um grande grupo étnico com quase 40 milhões de pessoas, que compartilham a Língua Fulani e a religião islâmica.

O presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, é oriundo desse grupo e muitos críticos o acusam de fazer vista grossa à violência de milicianos fulani contra os cristãos. “O governo é capaz de proteger os cristãos, mas é óbvio para todo mundo que ele não tem a intenção de fazê-lo”, afirmou o Doutor Benjamin Argak Kwashi, um bispo anglicano local. Segundo Kwashi, os pastores fulani já se tornaram uma ameaça maior do que o grupo terrorista Boko Haram para os cristãos.

Fonte: Christian Post/ Breitbart/ CSW/ Persecution
 
 

LEIA TAMBÉM: O trabalho dos missionários camilianos com os doentes mentais

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.