VATICANO

Papa Francisco

Aos consagrados: encontrar o Deus da vida no dia a dia

Por Filipe Domingues
07 de fevereiro de 2019

O Papa direcionou sua reflexão em especial às pessoas de vida consagrada

Reprodução da Internet

Encontro, chamado e visão foram as três palavras que orientaram a homilia do Papa Francisco na Jornada Mundial da Vida Consagrada, celebrada no sábado, 2. Durante missa da Festa da Apresentação do Senhor, no Vaticano, o Papa direcionou sua reflexão em especial às pessoas de vida consagrada.

“O Deus da vida deve ser encontrado em todos os dias da vida, e não de vez em quando, mas todos os dias”, alertou. “Seguir Jesus não é uma decisão que se toma de uma vez por todas, mas uma escolha cotidiana. E o Senhor não pode ser encontrado virtualmente, mas diretamente, encontrando-o na vida”, disse. Para isso, como já fez em outras ocasiões, ele convidou os religiosos e consagrados a recordar o momento em que tiveram o primeiro encontro com Jesus, pois “ele é a fonte” da vida.

Esse encontro levará a um chamado, diz o Papa. “Todos somos chamados a uma dúplice obediência: à lei – aquilo que dá boa ordem à vida – e ao Espírito – que faz novas coisas na vida”, exortou. “O Espírito revela o Senhor, mas para acolhê-lo é necessária a constância fiel de cada dia. E mesmo os maiores carismas, sem uma vida ordenada, não produzirão fruto.”

Do chamado nasce uma “visão”, refletiu o Pontífice. Como Simeão, que reconhece a glória de Jesus quando apresentado no Templo, a visão da vida consagrada é “simples e profética”. É “o olhar que vê Deus presente no mundo, mesmo se tantos não percebem; é a voz que diz ‘Deus basta, o resto passa’, é louvor que se manifesta apesar de tudo”.

 

LEIA TAMBÉM: Defender a vida em todas as etapas e condições

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.