NACIONAL

80 anos

Aos 80 anos, paróquias são a presença da Igreja em diferentes bairros da capital

Por Flavio Rogério Lopes
13 de dezembro de 2019

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia é umas das 17 da Arquidiocese de São Paulo que completam 80 anos de criação em 2019

No ano de 1939, diversas comunidades de fiéis foram elevadas a paróquias na cidade de São Paulo. Dentre estas, 17 ainda hoje pertencem à Arquidiocese de São Paulo e completam 80 anos em 2019. Outras estão em dioceses que foram desmembradas da Arquidiocese posteriormente.
O grande responsável por essa reformulação pastoral foi Dom José Gaspar d’Afonseca e Silva. Nascido em Araxá (MG), em 6 de janeiro de 1901, ele foi Arcebispo de São Paulo entre 17 de setembro de 1939 e 27 de agosto de 1943, quando morreu, aos 42 anos, no Rio de Janeiro (RJ), em um desastre aéreo.

EXPANSÃO PASTORAL 
No início do século XX, muitas dessas comunidades já se reuniam para a celebração da Palavra, a oração do Terço, novenas e ações sociais. As pequenas capelas aos poucos cresciam com o apoio dos fiéis. Missas eram celebradas nelas por padres de igrejas vizinhas.
Grande parte das paróquias foi construída em terrenos doados por famílias que alcançaram graças. Essas igrejas foram distribuídas pelos bairros próximos da região central da cidade, nas regiões periféricas e pelos bairros mais altos ou afastados.
“Quando assumiu a Arquidiocese, Dom José Gaspar procurou unificar a linha de atuação de todos os párocos, criou paróquias e decanatos [conjunto de paróquias que lembram os atuais setores], procurando iniciar um trabalho pastoral conjunto. Esses decanatos eram percorridos periodicamente por visitadores diocesanos”, escreveu o Padre Ney de Souza, no livro “Catolicismo em São Paulo: 450 Anos de Presença da Igreja Católica em São Paulo”, da editora Paulinas.

ESPALHADAS PELAS REGIÕES
“Casarões esparsos. Árvores e bicas de água aqui e ali; descampados, pequenos morros e pirambeiras. Longe, via-se a estrada por onde passavam boiadas. Mais ao longe, o alto do Sumaré; mais distante ainda, o Campo das Perdizes; por toda parte, sanhaços, pardais, paturis, nhambus; e arbustos carregados de araçás.”
O descritivo, no site da Arquidiocese de São Paulo, refere-se ao entorno da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, criada em 13 de novembro de 1939, e indica o ambiente bucólico da São Paulo da primeira metade do século XX, bem diferente do atual cenário urbanizado onde estão instaladas as paróquias criadas naquele ano. 
Além da Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, foram criadas outras seis paróquias, hoje pertencentes à Região Episcopal Sé: no centro da cidade, as Paróquias Nossa Senhora do Carmo, Imaculada Conceição, Santo Eduardo e Sagrado Coração de Jesus em Sufrágio das Almas, e, na zona Oeste, a São Gabriel Arcanjo e a São Paulo da Cruz.
Na zona Leste, na Região Episcopal Belém, foram criadas as paróquias Nossa Senhora do Sagrado Coração, Nossa Senhora de Sião, São Paulo Apóstolo, Nossa Senhora de Lourdes e Santo Emídio. 
Na Região Episcopal Lapa, a única paróquia criada foi Santo Estêvão Rei, na zona Oeste. Na zona Norte, Dom José Gaspar erigiu quatro paróquias: Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Consolata, Nossa Senhora da Anunciação e Santo Antônio, todas atualmente na Região Episcopal Santana. 

SEMPRE COM ESPERANÇA
O Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, presidiu missas em algumas dessas paróquias que celebram o jubileu de carvalho (80 anos). Nas homilias, ele ressaltou que essas paróquias foram criadas durante o período da II Guerra Mundial (1939-1945) e que, mesmo com a situação difícil pela qual o mundo passava, os católicos não desanimaram.
“Por mais difícil que tenha sido o tempo da construção da paróquia, o povo nunca perdeu a esperança. A Igreja sempre caminha na esperança e com a graça de Deus”, afirmou Dom Odilo, na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, durante missa em ação de graças pelos 80 anos de criação.
O Arcebispo também motivou os fiéis nas comunidades a se inspirarem no testemunho dos que os precederam para continuar a construir uma Igreja viva e presente na cidade. “Se nós fizermos a nossa parte, Deus fará o restante. Coragem! Com esperança, olhem para frente, confiem na graça de Deus”, completou o Cardeal.

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.