SÃO PAULO

SÍNODO ARQUIDIOCESANO

Animadores paroquiais participarão de formação no dia 16

Por Fernando Geronazzo
11 de setembro de 2017

Os agentes auxiliarão os párocos na organização da primeira etapa do caminho sinodal nas paróquias e comunidades ao longo de 2018

Ilustração

No dia 16, a Arquidiocese de São Paulo realizará um encontro de formação para os animadores paroquiais do sínodo arquidiocesano. Esses agentes auxiliarão os párocos na organização da primeira etapa do caminho sinodal nas paróquias e comunidades ao longo de 2018.

Segundo o Padre José Arnaldo Juliano, Perito do sínodo e um dos responsáveis pelo encontro, a forma- ção desses leigos é imprescindível para que um maior número possível de pessoas participe nessa etapa do sínodo. “A grande preocupação é a realização do sínodo na base, pois ali haverá o envolvimento de todos, na avaliação da vida da Igreja na paróquia à luz da Palavra de Deus e da realidade. Isso será muito importante para a Arquidiocese ter um panorama geral de como estamos caminhando enquanto Igreja na cidade”, explicou o Padre ao O SÃO PAULO.

Para essa formação, participarão dois leigos de cada paróquia, indicados por seus párocos e administradores paroquiais. “Parece ser um número pequeno, mas estamos falando de toda a Arquidiocese. Esses animadores já começarão a articular a formação de pequenas equipes que serão organizadoras do sínodo na paróquia”, ressaltou o Perito.

O encontro será realizado no Colégio Madre Cabrine, na Vila Mariana, na zona Sul da Capital, e terá duas turmas, pelo fato de serem dois representantes de cada uma das mais de 300 paróquias da Arquidiocese. Das 8h às 13h, participarão os animadores das regiões episcopais Belém, Ipiranga e Santana; das 14h às 18h, os representantes das paróquias das regiões Brasilândia, Lapa e Sé.

Na primeira parte de cada encontro, será aprofundada a compreensão do que é o sínodo e, em seguida, a sua metodologia, ou seja, o que os animadores deverão realizar efetivamente nas paróquias.

 

Regulamento

A Comissão de Coordenação Geral do sínodo, que se reuniu na quinta-feira, 31 de agosto, está dando continuidade à elaboração do Regulamento geral que orientará todo o trabalho sinodal. Basicamente, o Regulamento detalha os objetivos, estrutura, competências, etapas e a metodologia do sínodo.

O texto também explica como será a composição da assembleia sinodal que acontecerá em 2020, bem como das etapas preparatórias de base, em 2018, e nos vicariatos regionais e ambientais, em 2019.

Na reunião, também foram apresentadas as propostas do logotipo e do hino do sínodo, que serão divulgadas em breve. Ambos foram elaborados a partir do tema “caminho de comunhão, conversão e renovação missioná- ria” e do lema “Deus habita esta cidade. Somos suas testemunhas”.

“Um sínodo diocesano requer o trabalho e a participação generosa de muitas pessoas, no esforço de pensar e buscar o bem pastoral da Arquidiocese. Queremos ‘ouvir o que o Espí- rito diz à Igreja’ em São Paulo”, afirmou o Cardeal Odilo Pedro Scherer, na coluna “Encontro com o Pastor” desta edição do O SÃO PAULO.

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.