INTERNACIONAL

China

Abortos forçados continuam sob nova política

Por Filipe David
21 de agosto de 2017

Mulheres que engravidam ilegalmente são as mais perseguidas

Em 2015, o governo chinês alterou sua política do filho único, permitindo aos casais chineses terem um segundo filho. No entanto, a nova política não alterou a prática de esterilização e abortos forçados. Mulheres que engravidam fora do casamento são perseguidas pelas autoridades, forçadas a abortar e esterilizadas. Casais que já possuem dois filhos também estão proibidos de gerar um terceiro.

Segundo Steven Mosher, Presidente do Instituto de Pesquisa Populacional, mulheres que engravidam ilegalmente são mais perseguidas agora do que antes: “Na verdade, elas são procuradas e perseguidas com mais vigor do que antes. Em parte, isso ocorre porque a política de controle populacional possui um número menor de mulheres ilegalmente grávidas para perseguir e, em parte, porque há menos ‘multas de nascimentos ilegais’ para a mesma polícia corrupta dividir”, explicou.

Fonte: Church Militant

Tags: 
Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.