NACIONAL

Formação

A vivência comunitária que nasce da catequese

Por Flavio Rogério Lopes
25 de agosto de 2018

Magali Gayjutz Simões, coordenadora da Pastoral da Catequese de Primeira Eucaristia, relatou suas experiências ao O SÃO PAULO

Luciney Martins/O SÃO PAULO

Em 13 de Julho de 1553, um jovem jesuíta, de apenas 19 anos, chamado José de Anchieta, desembarcou no Brasil, atendendo ao pedido do provincial da Companhia de Jesus, Padre Manoel da Nobrega, que necessitava de mais missionários para catequizar o povo brasileiro. 

O mesmo chamado que ardeu no coração desse santo e o fez viajar por dias até o Brasil, com o objetivo de evangelizar, hoje inspira os catequistas de diversas paróquias e comunidades, que recebem o chamado do próprio Jesus e dedicam sua vida para ensinar o caminho da salvação às crianças, adolescentes, adultos e, enfim, a todos que necessitam. 

 

SER CATEQUISTA

Magali Gayjutz Simões é coordenadora da Pastoral da Catequese de Primeira Eucaristia, em parceria com Hélio Ramos, na Paróquia Bom Jesus dos Passos, na Freguesia do Ó, Região Episcopal Brasilândia. A catequista relatou, em entrevista ao O SÃO PAULO, sua experiência.

“Falar de Jesus e de seus ensinamentos é maravilhoso, apesar de difícil e desafiador nos dias de hoje. Anunciar o amor ao próximo e trabalhar a partilha e o perdão está cada vez mais difícil. Anunciar a Palavra me faz uma pessoa melhor. Poder ajudar na evangelização faz meu amor por Jesus crescer e desejar que todos conheçam esse amor”, afirmou.

Todos os anos os catequistas da comunidade participam das formações promovidas pela Região Episcopal Brasilândia, além dos encontros formativos que são realizados na própria Paróquia. 

 

INTEGRAR NA COMUNIDADE

 Nos últimos dois anos a Pastoral da Catequese passou por uma reformulação e algumas iniciativas foram criadas a fim de aproximar as crianças e os familiares da comunidade. A missa das crianças, realizada todos os sábados de manhã, após os encontros da catequese, é a ação que mais envolve os catequizandos, pois todas as funções litúrgicas como leituras, coleta e ofertório são realizadas pelas crianças.

 “Elas se sentem integradas à comunidade, importantes, respeitadas, e acredito também que essas atividades desenvolvem seu senso de responsabilidade”, concluiu a catequista. 

Um coral foi formado com os catequizandos e jovens que já receberam a Primeira Eucaristia e tem gerado ótimos frutos de perseverança. Outra iniciativa que teve um resultado surpreendente foi o dízimo mirim: por meio de uma pequena contribuição espontânea, as crianças aprendem a importância do gesto para a construção da comunidade. 

A distribuição dos minipães, que são trazidos pelas próprias crianças ao fim da celebração, também incentiva a partilha. Os pais participam da celebração e de encontros mensais promovidos pelos catequistas. No período do Natal, a Pastoral arrecada alimentos e brinquedos que são destinados às crianças carentes. 

 

ACOLHIDOS NAS PASTORAIS 

Além das ações citadas, os 74 catequizandos, com faixa etária de 8 a 13 anos, também são convidados a participar da Pastoral dos Coroinhas, bastante popular na comunidade. Grande parte dos membros deste grupo surgiu por meio de sua participação na catequese. 

A Infância e Adolescência Missionária (IAM) acolhe crianças que já receberam a Primeira Eucaristia e desejam continuar o processo de evangelização por meio de encontros semanais e visitas a orfanatos, instituições que auxiliam crianças carentes e asilos.

Segundo Magali, todas essas ações foram pensadas para integrar as crianças e seus familiares à comunidade. O principal objetivo é mostrar que elas não precisam esperar a fase adulta para se sentir participantes.

“Foi uma forma de tornar a catequese mais dinâmica, mais próxima da realidade, despertar também o amor e o compromisso pela comunidade, e pelo trabalho pastoral na Paróquia”, concluiu. 

 

A vivência comunitária que nasce da catequese

Luciney Martins/O SÃO PAULO
Luciney Martins/O SÃO PAULO

A vivência comunitária que nasce da catequese

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.