SÃO PAULO

Natal dos Sonhos

A solidariedade move os sonhos de Natal

Por Daniel Gomes
07 de dezembro de 2017

Evento no ginásio do Palmeiras, no sábado, 2, divulgou a campanha de arrecadação de brinquedos na Arquidiocese de São Paulo, que vai até o dia 15

Fotos: Luciney Martins/O SÃO PAULO

Tão logo acabou de nascer e receber presentes, o Menino Jesus foi conduzido por Maria e José em patins. Nas arquibancadas, pais, crianças e professores olhavam admirados, tiravam fotos com seus celulares, sorriam e aplaudiam. Parece um sonho? Sim, é. Ou melhor, é a 16ª edição da campanha Natal dos Sonhos, organizada pela Pastoral do Menor da Arquidiocese de São Paulo e a agência Mega Model Brasil.

O evento central da iniciativa aconteceu no sábado, 2, no Ginásio da Sociedade Esportiva Palmeiras, na zona Oeste, com a proposta de anunciar o nascimento de Cristo, incentivar a doação de brinquedos para crianças carentes e resgatar a importância do lúdico e do direito de brincar. 

A solidariedade é a marca do Natal dos Sonhos. Na encenação do nascimento de Cristo, os presentes mostrados simbolizaram os brinquedos que já foram e ainda serão arrecadados para a campanha nas paróquias, colégios católicos e outras instituições até o dia 15; Maria e José foram interpretados voluntariamente pelos participantes da patinação artística do Palmeiras, o grupo Periquitos em Revista; e o bebê que representou o Menino Jesus chama-se Breinth e é filho da refugiada angolana Jocelina Noemia, 22, que deu à luz a criança no fim de outubro no Amparo Maternal.

“Reunir essas crianças para fazer essa grande Catequese em torno do nascimento de Jesus a cada ano é sempre emocionante e renova o nosso coração. Além disso, são ressaltados valores importantes, como a solidariedade, partilha dos bens, o amor ao próximo e a preocupação com o outro. Valores que precisam ser estabelecidos desde a infância para podermos ter uma sociedade melhor”, afirmou, ao O SÃO PAULO , o Padre Luiz Claudio de Almeida Braga, que assumirá a coordenação arquidiocesana da Pastoral do Menor em 2018. 

 

Devoção e emoção

Este ano, o Natal dos Sonhos, com o tema “Eis aí tua mãe”, ressaltou as devoções marianas a Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora de Fátima e a Nossa Senhora de Nazaré. 

Um dos momentos mais especiais foi a encenação do Círio de Nazaré, feita por 15 crianças surdas da Escola Especial de Educação Básica da Divisão de Educação e Reabilitação dos Distúrbios da Comunicação (Derdic), instituição mantida pela Fundação São Paulo. Segundo as professoras Dagmar Mastrandea e Maria Cecilia da Silva Santos, foram feitos meses de pesquisa sobre o tema e uma semana de ensaios, que resultou na perfeita sincronia das crianças, orientadas pelo professor Antonio Carlos Gama Pinheiro.

Não menos emocionantes foram as apresentações sobre o centenário da devoção a Nossa Senhora de Fátima, conduzida pela Comunidade Anjos da Vida, e a romaria e coroação da tricentenária imagem de Nossa Senhora Aparecida, com as crianças da Obra Social Vista Alegre, da periferia da zona Noroeste, e da Pastoral do Menor da Região Brasilândia. 

Elison Pereira, 12, disse à reportagem que teve “um pouquinho de medo” de segurar a imagem da Padroeira do Brasil e garantiu que, muito mais do que presentes, guardou daquele dia “a amizade e o amor”. Jeniffer Lilian, 15, que também participa do CCA, cantou ao lado da imagem de Nossa Senhora Aparecida. “Meu coração estava quase saindo pela boca”, revelou. “Saber que estamos ajudando outras pessoas é ótimo. Muitas crianças não têm condição de ter um brinquedo no Natal e nós proporcionamos isso. Minha mãe sempre ajudou na campanha doando brinquedo”, afirmou. 

 

Brincar é um direto

Sueli Camargo, atual Coordenadora Arquidiocesana da Pastoral do Menor, ressaltou que além de anunciar o nascimento de Cristo, a campanha Natal dos Sonhos denuncia que até o direito das crianças de brincar está sendo desrespeitado na sociedade. 

“O Estatuto da Criança e do Adolescente deixa claro que é responsabilidade do Estado, da sociedade e da família garantir esse direito. No entanto, não só este mais outros direitos essenciais para garantir a vida em abundância das nossas crianças são violados. Que possamos garantir que toda criança receba um brinquedo e que tenha esse direito ao lúdico, ao relacionar-se com o amiguinho brincando, tendo a sua infância respeitada”, comentou. 

 

O verdadeiro Natal

Além das encenações sobre as devoções marianas e o nascimento de Cristo, o Natal dos Sonhos teve show de patinação com os Periquitos em Revista e apresentações musicais com os Anjos da Vida, o Padre Marcos Roberto Pires, do clero arquidiocesano, e a cantora Nina Alves.

“Fiquei muito feliz em ter participado. Criança é um público muito fiel, de coração aberto. As crianças de hoje devem aprender desde agora a olhar o próximo de igual para igual, de ver o próximo como a si mesmo. O Natal que nós comemoramos não é um natal midiático. O verdadeiro sentido é o nascimento de Cristo”, comentou Nina. 

Também gratificados estavam o cantor Kiko Scornavacca e a atriz e modelo Flávia Martins, que voluntariamente participaram da apresentação do evento. 

“O Natal dos Sonhos nada mais é do que tentar trazer um pouco mais de alegria, sorrisos e dignidade para crianças, famílias, afinal, a criança sorrindo faz a família inteira sorrir. Além disso, lembra o essencial: que o Natal é o nascimento de Cristo, a celebração da vida, da família e das pessoas que se amam”, disse Kiko. 

“É muito bom poder ajudar as pessoas, ver as crianças felizes quando recebem os presentes do Natal dos Sonhos e participar desta festa bonita. O Natal é sempre incrível, é o nascimento do Menino Jesus. Eu até me emociono em falar, porque eu sou muito católica e é muito legal passar isso para as crianças, para que elas cresçam entendendo o real motivo do Natal”, afirmou Flávia.  

(Colaborou: Jenniffer Silva)
 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.