INTERNACIONAL

França

A apostasia de uma nação?

Por Filipe David
05 de abril de 2019

Apenas 4% da população francesa vai à missa aos domingos, e menos da metade dos casamentos é celebrada na Igreja

UCKG

Primeira nação cristã a surgir no Ocidente após a queda do Império Romano, chamada por isso de “Primogênita da Igreja”, a França – assim como outros países europeus – enfrenta uma grave crise de fé. Um livro publicado pelo cientista político Jérôme Fourquet divulga e analisa algumas estatísticas impressionantes.

Apenas 4% da população francesa vai à missa aos domingos, e menos da metade dos casamentos é celebrada na Igreja. Em 1950, o País tinha 50 mil sacerdotes; hoje, apenas 10 mil, a maioria dos quais em idade avançada.

Ao mesmo tempo em que a sociedade francesa se afasta de sua raiz e identidade cristã, o número de muçulmanos, de acordo com projeções do Centro Pew Research, deve dobrar até 2050, chegando a 17,4% da população. Não é à toa que, na periferia de Paris, o nome de bebê mais recorrente é “Mohamed”.

A análise de Fourquet sugere que um último padre francês será ordenado em 2044 e um último bebê francês será batizado em 2048. No entanto, essa análise não leva em consideração a tendência de crescimento de pequenas comunidades católicas.

Fontes: Church Militant/ L’Express/ Info Catho
 

LEIA TAMBÉM: Professor franciscano é eleito o melhor do mundo

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.