Jornal o São Paulo

Cultura

Vida de Cristo

“O Cristianismo, diferentemente de todas as outras religiões, começa com catástrofe e derrota. Religiões de pura alegria e inspirações psicológicas entram em colapso durante a calamidade e desvanecem na adversidade. Mas a vida do fundador do Cristianismo, tendo começado com a cruz, termina com o túmulo vazio e a vitória.

A vida de Cristo difere de todas as outras vidas em muitos aspectos, três dos quais podem ser mencionados:

O primeiro é que a cruz esteve no fim de sua vida no tempo, mas no seu começo na intenção e no propósito de sua vinda. Por isso, seus biógrafos, que foram martirizados em testemunho da verdade que escreveram, dedicaram um terço dos três primeiros evangelhos e um quarto do quarto evangelho aos eventos de sua Paixão e Ressurreição.

O segundo é que, como o homem não provém inteiramente da natureza, pois o homem com sua mente tem um x misterioso que não está contido em seus antecedentes químicos e biológicos, da mesma maneira Cristo não provém inteiramente da humanidade.

O terceiro é que seu legado não foi uma ética ou uma coleção de preceitos morais, nem um despertar para o pecado social, porque o homem não estava disposto a ouvir falar de pecado pessoal; seu legado foi uma confrontação da culpa humana com o amor que perdoa de Deus, que custou a Deus alguma coisa.” (Trecho do prefácio).

FICHA TÉCNICA:

Autor: Fulton Sheen

Páginas: 725

Editora: Molokai

 

 

Reprodução

 

 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.