Sínodo Arquidiocesano

Abas primárias

Caminho sinodal em celebração, ‘Deus habita esta cidade!’

Na Solenidade de Corpus Christi de 2017, o nosso Arcebispo, Cardeal Odilo Pedro Scherer, anunciou e convocou o sínodo arquidiocesano de São Paulo, exortando-nos a realizar um caminho de Comunhão, Conversão e Renovação pastoral missionária.

Chegamos no Corpus Christi de 2018 a um ano de caminho sinodal da Igreja em São Paulo, e muita coisa bonita já está acontecendo no meio de nós.

Celebremos e façamos memória do caminho já percorrido!

Com o anúncio e convocação do sínodo arquidiocesano, logo foi nomeada a Comissão de Coordenação Geral do sínodo e sua Secretaria-executiva, sob a presidência do Arcebispo e coordenação do Padre Tarcísio Mesquita. Os trabalhos foram intensos: elaboração do “Regulamento do sínodo arquidiocesano”; dos primeiros subsídios (novembro 2017); do folder catequético sobre o significado e objetivo do sínodo arquidiocesano; da oração e do hino do sínodo; do roteiro de encontros paroquiais do sínodo; realização da formação de animares paroquiais (16 de setembro) e de inúmeras reuniões com os diversos organismos eclesiais e pastorais da Arquidiocese. Foi um momento de organização e convocação intensa de toda a Igreja em São Paulo para realizar este evento eclesial. 

Em 24 de fevereiro de 2018, no Colégio São Luís, o Arcebispo abriu solenemente o sínodo arquidiocesano com os bispos auxiliares, o presbitério e a presença de mais de 2 mil fiéis.

Iniciou-se a etapa paroquial do sínodo: cada paróquia abriu solenemente o caminho sinodal; as Comissões Paroquiais do sínodo foram instituídas pelos párocos; os grupos paroquiais começaram a se organizar e a realizar os encontros do “roteiro”, para que em outubro e novembro de 2018 a paróquia realize sua Assembleia Sinodal.

Os trabalhos da Comissão de Coordenação Geral se intensificaram com a elaboração do “Levantamento paroquial” (que ocorrerá entre agosto e setembro de 2018) e do Regulamento das assembleias paroquiais; com avaliações constantes sobre o envolvimento das paróquias no caminho sinodal e com a importante participação dos meios de comunicação da Arquidiocese. Da Comissão Geral de Coordenação do sínodo, os bispos auxiliares já instituíram as Comissões Regionais. 

No momento, o “foco” é a paróquia, para que ela não somente realize os trabalhos do sínodo por dever, mas, sim, cresça em consciência eclesial sobre sua dimensão constitutiva que é de ser “uma comunidade sinodal” – fiéis que caminham juntos na corresponsabilidade de viver a fé e testemunhá-la no lugar em que estão nesta cidade. 

No Corpus Christi de 2018, louvamos a Deus pelo caminho percorrido até aqui, e entregamos, em confiança, ao Espírito Santo o caminho a ser percorrido. 

Para pesquisar, digite abaixo e tecle enter.